Categorias
Sem categoria

ESPECIAL ELEIÇÕES 2008

http://psol-poa.blogspot.com/2008/09/plano-de-governo-parte-6.html

http://psol-poa.blogspot.com/2008/09/plano-de-governo-parte-5.html

http://psol-poa.blogspot.com/2008/09/plano-de-governo-parte-4.html

href=”http://psol-poa.blogspot.com/2008/09/plano-de-governo-parte-3.html

http://psol-poa.blogspot.com/2008/09/programa-de-governo-parte-2.html

http://psol-poa.blogspot.com/2008/09/plano-de-governo-parte-1.html

a href=”http://psol-poa.blogspot.com/2008/09/segue-firme-campanha.html

http://psol-poa.blogspot.com/2008/09/postos-de-atendimento.htmL

http://psol-poa.blogspot.com/2008/09/o-desespero-bate-porta-do-casaro-azul.htmL

http://www.diariodesuzano.com.br/main/conteudo.php?cod=237067

Categorias
Sem categoria

PLANO DE GOVERNO PARTE 6

XI. Programa Cidade para todos

Estamos diante da maior oportunidade histórica de Poá. Elaborando uma base de programa de governo que não sendo tudo é o começo de uma série de projetos que atendam a demanda do povo de modo que possamos construir a Poá de nossos sonhos. PSOL representa realmente a possibilidade de construirmos uma Cidade para todos mediante políticas sustentáveis, planejadas, apoiadas no Plano Diretor, em consonância com o que a população espera de seus administradores.

1. Uso e ocupação do solo – Complementação da readequação da Lei de Uso e Ocupação do
Solo, em conformidade com o Estatuto da Cidade, adequando-a aos novos processos de
desenvolvimento da cidade;
2. Plano de desenvolvimento sustentável – Desenvolver um amplo estudo, identificando as áreas destinadas ao crescimento urbano e a novos empreendimentos, em equilíbrio com aquelas destinadas à preservação ambiental e do turismo sustentável;
3. Campanhas de sustentabilidade ambiental: substituição de sacos plásticos por de papel e lâmpadas incandescentes por frias;
4. Ampliação da cooperação nos programas de reciclagem da cidade;
5. Ampliar a atuação da Central de Custos de Obras Públicas, visando padronizar os preços dos produtos e serviços contratados pela Prefeitura;
6. Implantar a Escola Pública de Trânsito, para crianças, adolescentes e adultos;
7. Instalação de lombadas eletrônicas;
8. Construção do terminal rodoviário com ligação direta e coberta até a estação de trem.
9. Incrementar a execução de áreas destinadas a travessias de pedestres no centro e bairros.
10. Ciclovias sinalizadas em rotas que viabilizem trânsito seguro.
11. Bicicletários municipais junto às estações ferroviárias;
12. Estudo para readequação das vias para diminuição do trafego de veículos em determinadas
vias;
13. Obras e campanhas para erradicação de enchentes e alagamentos;

Categorias
Sem categoria

PLANO DE GOVERNO PARTE 5

X. Programa Educação pública e de qualidade

A falta de vagas e de qualidade na educação pública leva a abertura de escolas particulares, o que faz o contribuinte pagar duas vezes pelo mesmo benefício. A qualidade do ensino fundamental é primordial para o seguimento eficiente nas demais séries e muito se perde ao não dar valor a esta questão. A Educação não é mercadoria, portanto se faz necessário um trabalho de otimização do
sistema de educação com toda a seriedade e excelência que o assunto merece. Uma mudança nesta realidade é urgente e necessária.

1. Número máximo de 25 alunos por sala de aula.
2. Incorporar os profissionais de psicologia, sociologia e filosofia à Equipe Escolar com dedicação integral objetivando diagnóstico institucional e projetos multidisciplinares para melhoria contínua do processo ensino-aprendizagem e clima organizacional;
3. Ampliar unidades em Período Integral;
4. Prosseguir apoiando técnica, financeira e pedagogicamente creches comunitárias;
Dar continuidade ao programa de manutenção dos prédios escolares assegurando ensino de boa qualidade;
6. Ampliação de escolas com salas de informática pedagógica, fazendo desta um instrumento de estudo-aprendizado-trabalho para o aluno e o professor, inclusive como apoio à aprendizagem de alunos com necessidades especiais;
7. Proporcionar a Educação Ambiental interdisciplinar através da implantação do NEAM – Núcleo de Educação Ambiental, visando o desenvolvimento sustentável e melhoria da qualidade vida da comunidade escolar;
8. Implantar o Programa Educação Profissional, para jovens com mais de 14 anos de idade, em parceria com Instituições Públicas e Privadas;
9. Implantar Curso preparatório para vestibulares e concursos no período noturno nas escolas municipais;
10. Implantar a oferta de estágios aos alunos de cursos de nível médio profissionalizantes na administração pública;
11. Promover ações para erradicar o analfabetismo, motivar empresas públicas e privadas a oferecer cursos de alfabetização e de educação de jovens e adultos, para seus empregados e dar continuidade e ampliar a oferta da EJA, em várias modalidades de ensino supletivo, para favorecer a conclusão do ensino fundamental e médio;
12. Incrementar o Programa “Trainee”/Prefeitura Municipal de Poá, ampliando estágios na administração pública para alunos de cursos técnicos e universitários e articular ofertas de estágios junto à iniciativa privada;
13. Ampliar os Núcleos de Apoio Pedagógico para atendimento aos alunos portadores de
necessidades educativas especiais;
14. Promover a integração dos alunos com necessidades educativas especiais, através de melhorias na estrutura física e pedagógica das unidades escolares;
15. Estabelecer parcerias com a sociedade civil, pública e privada, para o atendimento aos alunos de necessidades educativas especiais, inclusive com oficinas de iniciação profissional;
16. Implantar plano de carreira para o Magistério, adaptado e renovado para atender a realidade presente e futura dos profissionais da educação;
17. Tornar obrigatório concurso público para os cargos de Diretor e Professor Coordenador;
18. Garantir 20% da carga horária dos professores para a preparação das aulas, avaliações e reuniões pedagógicas;
19. Garantir formação continuada aos professores, através de aperfeiçoamento técnicopedagógico, para atendimento de qualidade aos educandos do ensino regular e para os que apresentam necessidades educacionais especiais;
20. Apoio e intensificação da participação da família nas atividades diárias das escolas por intermédio da Associação de Pais e Mestres (APM);
21. Instruir e motivar a participação dos pais como responsáveis pela educação moral, cívica e vida escolar de seus filhos;
22. Implantar a Biblioteca Municipal de Poá, ampla e moderna e com acervo atualizado;
23. Implantar o Ônibus da Leitura na cidade;
24. Implantar espaços destinados ao incentivo à leitura, como Casas da Leitura nos bairros, fazendo-os crescer em qualidade e em quantidade de acervo bibliográfico;
25. Incrementar em todas as escolas municipais o uso da Internet como recurso de pesquisa e EAD (ensino à distância).
26. Dar continuidade ao programa de transporte escolar garantindo deslocamento aos alunos do ensino fundamental que estudem longe de suas residências por falta de vagas;
27. Promover a aplicação de testes de acuidade visual e de fonoaudiólogo a todos os educandos do ensino fundamental e da educação infantil, em parceria com a Secretaria da Saúde e Organizações Não-Governamentais;
28. Continuar os programas de distribuição de uniforme escolar, material de ensino, e
fornecimento de merenda escolar de qualidade;
29. Continuidade e ampliação dos programas: Núcleo de Prevenção à Gravidez na Adolescência (NUPEGA), PETI – Programa de Erradicação de Trabalho Infantil. Implantar Projeto Cantando e Dançando na escola e o Caráter Conta; continuidade e ampliação do apoio aos programas Proerd, Previda e outros que visem à prevenção e combate ao uso de drogas; continuidade e ampliação do Programa Hortas Escolares, ampliação do Programa Aluno Guia;
30. Disponibilizar o uso das dependências das escolas para atividades comunitárias;
31. Continuidade das aulas de inglês (curricular) e inclusão de línguas estrangeiras, como o espanhol.
32. Fomentar campanhas de educação e humanização no trânsito;

Categorias
Sem categoria

PLANO DE GOVERNO PARTE 4

VIII. Programa Jovens do futuro

É senso comum a importância do esporte no desenvolvimento de um cidadão. O PSOL aplicará os conceitos na prática. Contribuirá na formação de jovens livres das armadilhas da exclusão social e falta de atividade.

1. Transporte gratuito para alunos das escolinhas de esportes;
2. Criação de equipes competitivas nos esportes amadores;
3. Mini-ginásios esportivos nos bairros;
4. Investimento na diversificação da prática de modalidades esportes;
5. Incentivo ao enxadrismo como modalidade esportiva;
6. Restauração e abertura da pista de skate com projetos sociais.

IX. Programa Acesso a programas culturais

Outro meio que contribui para a formação geral do cidadão é a cultura. Para o PSOL, esta área, através de suas diversas formas, é fundamental para que os jovens se desenvolvam críticos e independentes. Serão programas que não visam tutela, mas o auxílio.

1. Fortalecer os programas culturais natalinos no centro e nos bairros;
2. Apoiar as culturas tradicionais (nordestina, africana, libanesa, etc);
3. Promover encontros musicais em escolas, museus, praças, igrejas, entre outros;
4. Implantar a Orquestra Sinfônica de Poá;
5. Incentivar e fomentar os corais;
6. Promover a Feira do Livro;
7. Sarau de Poesias e Contos;
8. Programa de contato entre alunos com escritores nacionais;
9. Lançamento de escritores através de concurso e apoio a lançamento de livros;
10. Promover e incentivar festivais de dança e música.
11. Realizar mostra de filmes de curta metragem em Poá, mostra de filmes alternativos com fóruns de debates e incentivar o Programa de Oficinas para produção de vídeos;
12. Implantar “ticket cultural” para atender alunos da rede pública municipal;
13. Implantar Caravana da Cultura com o objetivo de promover e incentivar o Teatro,
oportunizando grupos locais;
14. Criação de Oficina de Circo para crianças, adolescentes e adultos, objetivando formação e produção de espetáculos;
15. Fortalecer as ações de entidades culturais da cidade, inclusive comunidades religiosas, como órgão apoiador e gestor das ações culturais do município;
16. Fortalecer a participação da comunidade no Conselho Municipal de Cultura, através da nomeação de representantes de instituições culturais;
17. Realizar editais anuais de apoio às artes visuais, cênicas, música, literatura e patrimônio cultural;
18. Realizar cursos e seminários de profissionalização dos trabalhadores da cultura;
19. Implantar a Cinemateca com recursos da Lei de Incentivos, mantendo e ampliando o projeto de Cinema;
20. Implementar a Casa da Cultura reforçando seus projetos de extensão nos bairros da cidade;
21. Criar a Oficina de Balé da Cidade de Poá;
22. Ampliar e diversificar a “Caravana da Cultura” nos bairros da cidade, valorizando os cursos artísticos que geram alternativas de renda à população;
23. Implantar Concertos Matinais para os bairros da cidade e escolas públicas;
24. Implantar e buscar recursos para a construção de uma Escola de Teatro em Poá;
25. Construir o Teatro Municipal com objetivo de ampliar apresentações artísticas e culturais;
26. Utilizar os terminais de integração de transporte coletivo para fins artístico-culturais;
27. Recuperar e digitalizar todo acervo do Arquivo Histórico de Poá;
28. Desenvolver política municipal de preservação do Patrimônio Cultural, em consonância com os órgãos técnicos e a Comissão do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico,Arqueológico e Natural;

Categorias
Sem categoria

PLANO DE GOVERNO PARTE 3

V. Programa Vida saudável

O PSOL sabe da importância da área da saúde para o bem estar da população. Portanto, nela dará prioridade. Os programas tratarão de facilitar o acesso da população ao sistema de saúde com atendimento digno e com menor tempo de espera.

1. Ampliação e criação de centros odontológicos;
2. Atendimento geriátrico humanizado;
3. Atendimento nos postos de saúde aos sábados e em horário estendido para suprir a
demanda da população;
4. Marcação de consultas e exames médicos via telefone e/ou internet;
5. Levantamento regional das condições de saúde da população;
6. Palestras e Fóruns mediante equipes multidisciplinares junto à população para propiciar conscientização de uma medicina preventiva;
7. Redução do tempo para exames diagnósticos;
8. Implantação de pré-natal que incentive o parto normal e redução da dor;
9. Redução da mortalidade infantil e materna;
10. Prevenção dos cânceres de mama e colo de útero;
11. Planejamento familiar;
12. Redução da gravidez na adolescência;
13. Incentivo ao aleitamento materno.

VI. Programa Igualdade social

Na cidade de Poá ainda existem desigualdades sociais. O PSOL tem como obrigação criar meios para atacá-las como estratégia socialista.

1. Cursos profissionalizantes com qualidade;
2. Parceria com escolas para os cursos serem realizados nesses locais;
3. Equipe multidisciplinar de acompanhamento do “Bolsa Família” e outros programas sociais do governo federal, estadual e municipal;
4. Implantar o sistema de controle operacional da assistência social, reordenando as ações através do diagnóstico social e criação do cadastro único.
5. Manter e ampliar os programas de inclusão e promoção social;
6. Criar o Centro de Pesquisa e Atendimento à Pessoa Portadora de Deficiência Mental Leve e Moderada, para sua capacitação e inclusão no mercado de trabalho;
7. Implantar o Restaurante Popular, em parceria com os Governos Federal, Estadual e terceiro setor;
8. Criar o Centro de Referência da Criança e do Adolescente, sistematizando e direcionando as informações sobre as ações e serviços prestados à população e às instituições municipais;
9. Ampliar o atendimento à Terceira Idade, criando Centros de Referência, com o objetivo de integrar, valorizar e qualificar estas pessoas, nas áreas da saúde, lazer e motivacional;
10. Valorizar, incentivar e motivar o trabalho voluntário e solidário, bem como a atuação de entidades do terceiro setor;
11. Apoio ao Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, visando à criação de um Fundo, fortalecendo o atendimento para mulheres vítimas de violência;
12. Dar continuidade e ampliar o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI;
13. Garantia da promoção da função social da propriedade e combate aos despejos forçados.

VII. Programa vida tranqüila

Constitucionalmente segurança não é uma área obrigatória do município, mas o PSOL sabe que estrategicamente o apoio da prefeitura é fundamental. E agirá com apoio do governo do Estado neste setor.

1. Implantação de câmeras de monitoramento ininterrupto no centro e vias de alta incidência criminal;
2. Bases policiais em Nova Poá, Kemel e Calmon Viana;
3. Apoiar ações de patrulhamento ostensivo no combate à criminalidade próxima às escolas;
4. Monitoramento das vias de acesso ao município e maior fiscalização dos automóveis em ruas e avenidas;
5. Ampliar, equipar e qualificar a Guarda Municipal;
6. Implantar em parceria com o Governo do Estado e outras instituições, o Programa SOS Cidadão, visando unificar o atendimento do chamado de emergência da Polícia Militar, Guarda Municipal, Defesa Civil, Bombeiros e Ambulâncias.
7. Trabalhar em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Regional, Polícia Militar e Polícia Civil nas ações, programas e projetos que objetivem a segurança;
8. Reivindicar junto ao Governo do Estado de São Paulo o aumento do número de policiais civis e militares para atuar na segurança de Poá;
9. Desenvolver o Programa “Vizinhança Segura”, despertando e valorizando a participação da comunidade, a exemplo do projeto CONSEG (Conselho Comunitário de Segurança);
10. Apoiar projetos de integração de policiais civis e militares com a comunidade;
11. Fortalecer as ações da Defesa Civil em Poá;
12. Promover melhoria da Iluminação Pública nas praças, ruas, avenidas, parques e outros locais públicos, visando à segurança do cidadão;
13. Fomentar a criação de CONSEG em todos os bairros, em parceria com as comunidades e órgão representativos de classe.

Categorias
Sem categoria

PROGRAMA DE GOVERNO PARTE 2

II. Programa Transporte barato e seguro

O partido entende que esta é uma área de infra-estrutura de grande importância. É por meio do transporte coletivo que o trabalhador de Poá se desloca, principalmente para outras cidades de modo a exercer sua atividade de trabalho.

1. Manutenção e ampliação de pontos de ônibus com cobertura que proteja o cidadão diante das intempéries do tempo;
2. Criação de novas linhas que atendam a necessidade da população;
3. Integração gratuita entre as linhas de ônibus da cidade;
4. Passe livre estudantil;
5. Redução de tarifas de ônibus no município;
6. Isenção da tarifa dos ônibus, para os usuários a partir dos sessenta anos.

III. Programa Poá Estância Turística

Poá é uma Estância Hidromineral e a administração municipal deve propiciar meios para que a cidade receba recursos através da atividade turística. A prefeitura será responsável por dar infra-estrutura necessária para acesso aos recursos turísticos, bem como para receber investimentos da iniciativa privada.

1. Elaboração de calendário turístico municipal;
2. Divulgação do município em feiras turísticas;
3. Promoção da Festa da águas;
4. Construção de portais turísticos;
5. Restaurações e ampliações de pontos turísticos, como Praça Obelisco, Praça Zumbi dos Palmares e, especialmente, a praça dos eventos, que deverá ter seu espaço otimizado;
6. Abertura 24 horas dos portões da Praça da Bíblia, com infra-estrutura para manter a segurança e tranqüilidade dos usuários.
7. Construção na Fonte Áurea do Parque das Águas;
8. Criação do Parque Municipal, com escola do meio ambiente;
9. Abertura para fins turísticos do balneário municipal;

IV. Programa Acessibilidade, transparência e probidade
Os princípios da transparência e do controle social encontram-se consagrados na Constituição Federal de 1988. Transparência refere-se à acessibilidade do público em relação aos objetivos políticos e aos arranjos institucionais que clarificam a conduta dos responsáveis pela política. A administração participativa do PSOL de Poá atenderá esta necessidade.

1.Imediata abertura de concurso público para todas as áreas da prefeitura municipal e contratação de funcionários aprovados em concursos vigentes;
2. Encerramento de aluguéis de todos os prédios alugados pela administração e alocação dos diversos departamentos em um único local já disponível ou construção de um prédio administrativo no centro;
3. Criação de postos de atendimento administrativo em bairros distantes do centro. Nesses locais serão criadas salas de cidadania, onde a população terá, através do sistema de informatização, livre acesso ao orçamento da cidade e à sua execução;
4. Criação de plano de cargos e salários para todas as funções municipais;
5. Diminuição do número de secretarias municipais, com realocação de suas funções;
6. Planejamento participativo. Criação de conselhos que efetivamente ditarão as ações do governo. Proposta de gestão política e econômica exercida diretamente pelos trabalhadores do serviço público municipal, especialmente os que trabalham em atividades fins como saúde e educação, por exemplo, e pelas comunidades usuárias dos serviços públicos municipais. Sistema integrado de participação popular através de fóruns, seminários, conferências, Congresso da Cidade com eleição de delegados por bairros, Conselhos Municipais, conselhos de servidores, de forma a assegurar transparência administrativa, democratização radical do exercício da máquina pública e apropriação coletiva da cidade. O Planejamento Participativo é a metodologia capaz de articular objetivos, execução, democratização das decisões e integrar a riqueza de mobilização popular na experiência parlamentares e executivas do PSOL;
7. Realizar auditoria cidadã da dívida pública municipal por representantes dos movimentos sociais e entidades da sociedade civil desmascarando a espoliação exercida pelo capital financeiro contra os cofres da municipalidade;
8. Fomento de uma nova economia na cidade baseada na cooperação e na solidariedade
envolvendo os micro e pequenos proprietários, os trabalhadores autônomos, informais e
desempregados estimulando sua auto-organização em empresas coletivas de caráter
solidário e cooperativo. A gestão política e econômica exercida diretamente pelos
trabalhadores, pela juventude, pelas comunidades populares da sociedade civil trabalhadora é uma velha necessidade e uma nova possibilidade;
9. Criação do comércio popular e feira permanente do artesanato;
10. Implantar a integração do banco de dados entre as Secretarias;
11. Agilizar o atendimento ao público, implantando qualidade aos serviços prestados pela Prefeitura Municipal de Poá;
12. Incrementar com equipamentos, técnicos e materiais, as ações de todas as Secretarias;
13. Valorizar o servidor público desenvolvendo ações para o seu aprimoramento profissional, com destaque para o seu desempenho, e competência técnica; otimizar a estrutura administrativa;
14. Implantar o Centro de Treinamento do Servidor;
15. . Ampliação das licitações públicas por pregão eletrônico;
16. Criação da Ouvidoria municipal;

Categorias
Sem categoria

PLANO DE GOVERNO PARTE 1

PROGRAMA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISMO E LIBERDADE PARA POÁ

JUNTOS, SOMOS FORTES

O Partido Socialismo e Liberdade de Poá, com os termos abaixo, constrói sua base de governo cuja gestão será compartilhada com o povo. É do povo que emana o poder e ao lado dele é que o partido administrará o executivo municipal com a participação efetiva da população, opinando, criticando, fiscalizando e orientando.

O mandato do partido é de cunho socialista, o que contribuirá para a construção de uma sociedade voltada aos interesses sociais e contra todas as políticas Especulativas de interesse pessoal que tiram do povo as suas conquistas.

Para o PSOL o programa de governo e de atuação parlamentar é executável e transformador, capaz de mobilizar a população para radicais reformas democráticas, econômicas e sociais, que resultem na melhoria efetiva da sociedade. Parte-se assim para um diálogo com o povo, pelo acúmulo de forças para construção do socialismo com o poder popular.

Além disso, o mandato é pelo combate à corrupção e privilégios. É a favor da divulgação de denúncias relativas à subordinação das finanças municipais ao caixa da União, controlado pelo capital financeiro. Os objetivos são de estabelecer um sistema integrado de participação popular, realizar uma verdadeira reforma urbana e garantir os direitos sociais.

O programa do PSOL é aquele que luta ferozmente contra manipulação das pessoas pelo capital e ao mesmo tempo desenvolve, enquanto estratégia de acumulação de forças, elementos organizativos, ideológicos, sociais, políticos e econômicos voltados para a edificação da mudança radical em benefício da sociedade.

I. Programa Povo Informado

A Constituição Federal do Brasil rege publicidade nos atos administrativos de órgãos públicos. Por este princípio fundamental é que serão tomadas todas as ações do governo do PSOL, guardado, é claro, o sigilo em questões que envolvam a defesa e a segurança da administração pública.

O partido entende que o povo é quem elege seu representante, portanto, este deve informar sempre à população os seus atos, proporcionando assim a confiabilidade nas suas ações e gerando meios que façam o povo interagir com o governo, criticando, solicitando ou informando, enfim, construindo juntos a administração.

1. Formar uma assessoria de imprensa ligada à Secretaria de Comunicação Social com objetivo de auxiliar as demais secretarias na elaboração e publicação de comunicados e informativos institucionais;

2. Veiculação de um informativo semanal, nos termos da lei, com detalhes das ações de todas as secretarias municipais e divulgação de eventos. Este informativo será gratuito, com distribuição em pontos estratégicos da cidade, de modo a reduzir custos elevados com a publicação;

3. Outro meio utilizado para comunicação institucional será a página oficial da prefeitura na Internet. O sítio será efetivamente utilizado, principalmente para desburocratizar serviços da prefeitura. Por meio dele, serão oferecidos informações e serviços variados: taxas, formulários, contatos, requerimentos, reclamações, denúncias e sugestões. Este meio de comunicação terá como característica sua agilidade e desburocratização da administração.

Categorias
Sem categoria

SEGUE FIRME A CAMPANHA







Categorias
Sem categoria

Postos de atendimento

Clipping:

O candidato do PSOL a prefeito de Poá, Carlos DATOVO, também prevê em seu plano de governo a criação dos postos de atendimento administrativo, que abrigariam serviços como emissão de documentos, pagamento de impostos, entre outros. O socialista, no entanto, pretende centralizar algumas secretarias que hoje estão espalhadas pela cidade. Ele cita como exemplo a Secretaria de Educação, na Vila Varela.

DATOVO esclarece que estes postos não são subprefeituras, pois não haverá administradores regionais. “O município é pequeno, não há a necessidade para isto”, diz. As unidades seriam criadas em áreas densamente povoadas como Calmon Viana, Jardim Nova Poá, Jardim Santa Helena e Cidade Kemel. O prefeiturável cita outros serviços que precisam ser descentralizados, como os de saúde. Para isso, além de novos postos de saúde, ele prevê distribuição de remédios e marcação de consultas médicas. (D.F.)

fonte:www.diariodoaltotiete.com.br

Categorias
Sem categoria

DEBATE EM POÁ

Dia 25/09, acontecerá debate eleitoral em Poá, na sede da OAB, organizado pela Associação Comercial e OAB/Poá.

O debate será transmitido ao vivo pelas rádios Estância FM – 87,5, DS FM – 90,7 e provavelmente, pela Metroplitana AM, a partir das 20h.

Ouça a proposta do prof Carlos Datovo.

Ass Comunicação PSOL/POÁ