Categorias
Sem categoria

DIA DE ESCOLHAS EM POÁ

Eleição de novo diretório e delegados

No próximo domingo, dia 28, acontecerá a eleição do novo diretório municipal do Psol, em Poá. O processo eletivo será no plenário da Câmara Municipal à partir das 14 horas. O prédio do legislativo localiza-se à Rua Vereador José Calil, 100, Centro.

As inscrições de chapas e teses encerram-se às 12 horas do dia 27. A efetivação delas deverá ser realizada na sede do diretório.

Convenção Eleitoral

Nesta assembléia também ocorrerá a eleição de delegados para participar do 3º Congresso Eleitoral do Psol.

Todos os militantes da cidade estão convocados para participação nas eleições.

Categorias
Sem categoria

Todos(as) em defesa das Cotas

Categorias
Sem categoria

Histórico de bandeiras esquecidas

Tiago Pariz
www.correiobraziliense.com.br

Políticos que ajudaram a construir o PT afirmam que a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva na eleição presidencial de 2002 foi nefasta para o partido. A tese é de Plínio de Arruda Sampaio, o segundo deputado constituinte mais votado da legenda em 1986, atrás apenas de Lula (veja linha do tempo). Sampaio considera que as alianças com siglas de centro-direita para manter o governo acabaram por puir bandeiras históricas da legenda. Autor do primeiro estatuto do PT em 1980, o ex-deputado desfiliou-se em 2005 e buscou novos ares no PSol. Disputou o governo de São Paulo no ano seguinte e recebeu 2,5% dos votos, mais do que o PDT e dois pontos a menos do que o ex-governador Orestes Quércia (PMDB).

Para Sampaio, o PT deveria ter adiado o projeto de poder para chegar à vitória com apoio só de partidos de esquerda. “A direita é hegemônica e, enquanto não for derrotada, será necessário o seu apoio para eleger-se e para governar. Disse isso ao Lula em 1998 e sugeri a ele que organizasse uma campanha para derrotar a direita, ainda que isso demandasse mais esforço e mais tempo. Não aceitou a proposta. Preferiu compor e, por isso, não consegue governar: fica no cargo, mas faz o que a direita quer”, critica Sampaio.

O ex-petista vê hoje a legenda bem distante do “revolucionário” que foi idealizado em 1980. “Hoje, é um partido da ordem estabelecida”, afirma. E vai além. Para ele, a eleição de 2002 não pode ser comemorada. “Não considero que a eleição de 2002 tenha sido uma vitória, porque foi construída com o abandono do programa histórico do partido. Lula ganhou o cargo, mas não levou o comando. Está como aquele cavaleiro que está em cima da sela mas não detém as rédeas. Pior até do que os escândalos foi o abandono da sua proposta socialista”, alfinetou.

Categorias
Sem categoria

PSOL APÓIA NETO PARA CONSELHEIRO

O diretório do PSOL aprovou apoio e pede voto a Neto (22), candidato a conselheiro tutelar. As eleições ocorrem no próximo sábado, dia 20, serão diretas e terá voto facultativo. É necessário levar documento com foto e título de eleitor.

Neto tem histórico militante e conhece o tema. Professor formado em letras e atual Secretário de Juventude do FPIR (Fórum de Promoção da Igualdade Racial no Alto Tietê), morador de Poá desde a infância, tem seu histórico marcado pela luta social.
Quando adolescente, na Escola Estadual Américo Franco, no Jardim São José, organizou junto à comunidade o projeto Domingo Cultural iniciando sua luta pela abertura das escolas públicas aos finais de semana;

Participou em núcleos de cursos pré-vestibular comunitários, contribuindo ativamente para inclusão de Afro-descendentes e pessoas das escolas públicas de Poá e região nas universidades.

Neste mesmo período, atuou como Conselheiro na UMEP (União Municipal de Estudantes de Poá), organizando assembléias, debates, mobilizações a favor da luta pelo passe livre estudantil, do ensino de qualidade entre outras ações ligadas a busca de direitos da criança e do adolescente em Poá.

Em 2006, foi um dos membros do coletivo Faça Arte, que com outros grupos provocou o poder público a pensar a arte e a cultura como ações fundamentais para todos os cidadãos em especial a criança e o adolescente.
Recentemente trabalhou para Programa Nacional de Inclusão de Jovens, o ProJovem, do governo federal e atuou como professor na Escola Estadual Américo Franco, no Jardim São José, escola responsável por sua formação escolar e onde iniciou seu trabalho como militante.

E é nesta trajetória que Neto quer continuar trabalhando, como conselheiro vai fomentar a implementação das propostas tiradas na 8ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, vai provocar no município, a implementação da lei 10.639 que torna obrigatório o ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira entre outras ações para efetivação dos diretos da criança e do adolescente.
Neto, é criança e o adolescentes levados a sério.

VEJA REMANEJAMENTO DE SEÇÕES

E. E. Pe. Simon Switzar
Rua: Capanema, 76 – Centro
Eleitores das Seções: 180, 181, 182, 183, 184, 185, 186, 187, 188, 189, 190, 191, 192, 193, 194, 195, 196, 197, 198, 199, 229, 230, 231, 232, 233, 234, 235, 236, 237, 299, 304, 311, 343, 345, 353, 357, 407, 441, 446, 468, 478 e 480.

E. E. Profª. Benedita Garcia da Cruz
Rua: Lilia, 115 – Calmon Viana
Eleitores das Seções: 169, 170, 171, 172, 173, 174, 175, 176, 177, 178, 179, 242, 254, 262, 282, 290, 302, 319, 358, 370, 379, 388, 393, 397, 402, 413, 414, 419, 425, 434, 447, 449, 458, 467, 475, 479 e 482.

EMEF Antonia Mello Reggiani
Rua: Guairá, 333 – Vila Perracine
Eleitores das Seções: 410, 422, 432, 439, 453, 463 e 476.

E. E. Margarida de Camilis
Rua: Portugal, 261 – Vila Varela
Eleitores das Seções: 387, 392, 396, 405, 411, 423, 428, 435, 436, 448, 452, 461 e 472.

E. E. Maria Aparecida Ferreira
Rua: Criciúma, 29 – Vila Amélia
Eleitores das Seções: 243, 252, 259, 276, 283, 289, 294, 348, 349, 382, 386, 391, 395, 399, 404, 406, 418, 427, 438, 450, 462, 469, 481 e 483.

E. E. Jornalista Paulo Eduardo Olintho Rehder
Rua: São Francisco, 280 – Centro
Eleitores das Seções: 200, 201, 202, 203, 204, 205, 206, 207, 208, 209, 210, 211, 212, 213, 214, 215, 216, 217, 218, 219, 220, 221, 222, 223, 224, 225, 226, 227, 228, 315, 317, 335, 355 e 403.

E. E. Profª. Nanci Cristina do Espirito Santo
Rua: Fernando de Noronha, 100 – Jardim Santa Helena
Eleitores das Seções: 244, 263, 292, 318, 371, 380, 384, 385, 390, 398, 401, 409, 415, 417, 420, 424, 429, 430, 433, 437, 443, 445, 454, 455, 456, 460, 464, 466, 473 e 474

EMEF Dr. João Pedro de Almeida
Rua: Jorge Tomé, 181 – Jardim São José
Eleitores das Seções: 408, 416, 421, 426, 431, 444, 457 e 470.

EMEF Profª. Walkiria Janoni Vieira
Rua: Manoel Ambro Silva, s/n- Jardim Nova Poá
Eleitores das Seções: 361, 372, 381, 383, 389, 394, 400, 412, 440, 442, 451, 459, 465, 471 e 477.

Categorias
Sem categoria

PT, DEM E PSDB UNIDOS CONTRA A TRANSPARÊNCIA

Adversários ferrenhos na campanha eleitoral, o PT, o PSDB e o DEM juntam seus esforços e se aliam quando o assunto é aumentar a transparência e moralizar o processo das eleições. Lideranças das três legendas, as maiores do País, estão unidas no comando do lobby para tentar modificar a minuta de resolução do Tribunal Superior Eleitoral que regulamenta a prestação de contas nas eleições de 2010, especialmente no que diz respeito a acabar com as doações ocultas aos partidos.

Eles já protocolaram no tribunal uma petição conjunta para tentar eliminar o veto às doações ocultas – modalidade em que as empresas fazem contribuições aos partidos, e não aos candidatos, o que impede o mapeamento de vínculos entre financiadores e financiados. Os tres partidos também pediram a exclusão do parágrafo que prevê a desaprovação das contas de campanha caso o partido ou o candidato receba doações de fontes proibidas – como instituições estrangeiras, igrejas, sindicatos, órgãos do governo e concessionárias de serviços públicos. Se o pedido for atendido, não haverá punição para quem receber doações dessas fontes.

Este é o comportamento na prática, que destoa completamente do discurso que todos os partidos fazem da necessidade de transparência e de moralidade no processo eleitoral. Mas, na prática mesmo, só o PSOL entrou com um pedido para que a resolução do TSE seja aprovada, o que iguala todas as demais legendas.

Por Paixão Barbosa em http://politicaecidadania.atarde.com.br/?p=5200

Categorias
Sem categoria

CONTINUA O DESCASO COM O PEDESTRE POAENSE

O prefeito Francisco Pereira de Sousa, o TESTINHA (PDT), após um ano de governo continua ignorando os pedestres que circulam pela cidade, principalmente os que freqüentam o centro. Até o presente momento, as prioridades na cidade estão sendo para atender os interesses da burguesia.

Além da passagem subterrânea sob a via ferra no centro que continua às escuras e sem segurança, após quinze dias, e as canaletas sem as grades de proteção na conhecida praça do relógio, há um ano, o pedestre tem que se esquivar dos veículos que circulam na praça Latuf Cury, no cruzamento da avenida Nove de Julho com a avenida Leonor Bolsoni Marques da Silva, onde há um semáforo (localizado entre a rua e a calçada) desligado a vários dias.

Com isso, o pedestre corre riscos de acidentes, pois no local não existe nenhum agente de trânsito para facilitar a travessia das pessoas. Está na hora do senhor Prefeito acordar e contratar pessoas técnicas para que possam solucionar esses problemas que tanto atrapalham a vida dos pedestres poaenses.

Prof. Carlos Datovo

Categorias
Sem categoria

BURACO NEGRO

O túnel de pedestre sob os trilhos da CPTM, que liga os lados norte e sul, na região central de Poá, está às escuras há vários dias.

Quando ainda há luz do dia, já é possível perceber a escuridão do local, quem dirá à noite. A prefeitura, no entanto, sabe do caso mas até agora não fez nada para solucionar o problema.

Os pedestres que por lá circulam correm riscos de serem assaltados, pois nem Guardas Civis Municipais foram disponibilizados no local. Além disso, há perigo de acidentes, como quedas, pois o revestimento do piso no local permanece constantemente molhado.

Pelo que podemos perceber, o prefeito Francisco Pereira de Sousa, o Testinha, continua não dando atenção às pessoas que circulam a pé pela cidade.

Na conhecida Praça do Relógio, há uma canaleta para a coleta de água das chuvas que desde a posse do prefeito Testinha está precariamente coberta, o que causa transtorno para os munícipes, também há sérios riscos de acidentes.

É preciso que os secretários de Obras e de Serviços Urbanos deixem suas cadeiras vazias em seus gabinetes e circulem pela cidade, para observar as dificuldades encontradas pelos pedestres. Atenção, não são só os proprietários de veículos que contribuem com impostos, mas todos cidadãos

Prof. Carlos Datovo