Categorias
Violência Policial

“A missão de perdoar bandidos pertence a Deus; a da polícia é promover o encontro”

Por Douglas Belchior

A essa altura, muitas mais milhares de pessoas já assistiram as cenas da perseguição que culminou com a tentativa de execução promovida por um PM paulista contra dois jovens suspeitos em fuga cinematográfica pelas ruas da zona sul de São Paulo.

No boletim de ocorrência, lavrado no 47º DP do Capão Redondo, a autoridade de plantão demonstrou todo seu “profissionalismo e discernimento” ao classificar que, “tendo em vista as condições em que efetuou-se a prisão (…) não vislumbra o subscritor qualquer abuso do citado policial (…) Quanto aos disparos com a arma de um dos adolescentes, (…) foram acidentais”

Boletim

Apesar da presumida inocência defendida na lavratura do boletim, o policial militar foi preso administrativamente e afastado das atividades operacionais. Mas e seu comando? E a Secretaria de Segurança Pública? E a Polícia Militar enquanto instituição? E o Governador Alckmin (PSDB), comandante-em-chefe das forças armadas do Estado? Não seriam estes, numa medida ainda maior, responsáveis pela prática violenta dos policiais militares e pelas chacinas permanentes que vitimam negros e pobres nas periferias de São Paulo?

É público e notório que, o que parece ser falta de competência e despreparo, na verdade é qualificativo da função da PM: matar. Nesse sentido, a ação do dia 22 não foi bem sucedida não só pelo fato da transmissão em tempo real na TV aberta, mas pelo resultado, afinal, não finalizaram os suspeitos, como de costume.

 

O papel do jornalismo policial na TV e sua influência na internet

Caveira

Os programas de Datena (Bandeirantes) e Marcelo Rezende (Record), acostumados a glamurizar a ação violenta das polícias e transformar assassinos em heróis, neste caso, acabaram por produzir ao vivo e a cores a contraprova de suas mentiras.

Helicópteros das duas emissoras registraram a perseguição. Dois suspeitos em uma moto, em fuga, perseguidos por um policial, também de moto. Um dos perseguidos atira o capacete contra o policial. O policial responde com dois tiros pelas costas do garupa. O corpo tomba. A moto desequilibra e cai.

O policial, a queima roupa, atira quatro vezes nos suspeitos caídos. Em seguida, altera/forja a cena do crime, ao disparar duas vezes contra o chão com – ao que parece – a arma dos suspeitos (ou arma fria dele próprio?). Tudo isso ao vivo, para todo o Brasil. Cenas cotidianas de práticas habituais da polícia, que raramente viram notícia.

Na Record, o famoso Comandante Hamilton pede medalhas ao PM. Marcelo Rezende vibra ao gritos de “atira que é bandido!”. Já o Datena, na Band, se disse triste e com “dor no coração” em ser obrigado a desaprovar a ação flagrante da tentativa de execução promovida pelo PM.

É esse conteúdo, anos a fio, todos os dias, que educa grande parte da população brasileira. Processo educativo extremamente eficaz. E qual a surpresa, portanto, no apoio da população às políticas penais tal qual a redução da maioridade ou o apoio popular às ações policiais como essa que assistimos ao vivo pela TV? Qual a surpresa com a conformação política do Congresso Nacional, eleito pelo voto do povo?

Evidente que, estimulada pela força do canhão das grandes emissoras, mais que natural a proliferação de páginas e perfis de promoção de ódio e intolerância, como esta da imagem acima, seguida por quase 1 milhão de internautas, maior parte jovens. Quer saber? Iguais a essa, muitas outras.

A política das Comunicações e as concessões públicas de TV’s e Rádios estão à serviço da escola conservadora racista. E esta escola, por sua vez, à serviço das forças políticas que à reivindica.

E o governo dito progressista? E os movimentos sociais? E nós?

36 respostas em ““A missão de perdoar bandidos pertence a Deus; a da polícia é promover o encontro””

Eu concluo:
Bandido é quase sempre a vítima da sociedade elitista branca e capitalista e sendo assim, se voce for assaltada é por que voce ostenta sua condição de branca opressora e merece ser assaltada. Voce não pode nem deve ostentar nada. Nem celular, nem relógio, nem carro. Guarde os frutos do seu trabalho na Suíça por exemplo.
Já a Polícia trabalha para esta elite branca e capitalista, assim como a Globo, a Veja.

Se quem compra bens empenha-se em ostentá-los, com qual propósito o fazem? Mostrar uma ilusória condição de superioridade à sociedade? esnobar e repelir as pessoas do seu convívio? Para quê consumir desvairadamente se o medo da violência aumenta?
Eu acho um tanto bizarro o fetiche de muitos que se sentem interessantes por meios de posses.

Continuando:

Enquanto nós, como sociedade, continuarmos pensando que Direitos Humanos só existe para marginais, permaneceremos em nossas casas, privados das nossa segurança, do usufruto dos nossos bens em vias públicas e transportes coletivos. Hoje, marginaliza-se a polícia e parabeniza-se o marginal. E pior, somos forçados a ver veículos de informação disseminar tal pensamento. É por isso que medidas penais para adolescentes não funcionam, é por isso que diariamente somos roubados e perdemos o suor do nosso trabalho para alguém que prefere assaltar do que vencer na vida honestamente. Deu pena? leva pra casa.

Completa citando os agentes da CIA que doutrinam a nossa polícia para promover o “genocídio” de negros, tudo coordenado pelo grande satã Jair Messias Bolsonaro.

No mais faço minhas suas palavras.

Parabéns ao policial.
O comando deveria promover os dois militares e publicar em boletim.
Essa é a postura que tem qu ser adotafa pela tropa.
Parabéns.
Raimundo

Esperamos que seu filho nunca seja bandido! Ou pior, nunca seja confundido com bandido…

Leia rota 66 e continue aprovando as ações desses (também) bandidos PMs

Exatamente isso! Infelizmente vivemos a mercê de um monopólio midiático e formador de opinião, sempre buscando manter um conservadorismo ridículo e dos mais cruéis possíveis.
Enquanto lutamos e comemoramos quando convencemos um ou uma sobre essa lógica, eles ostensivamente faz a informação distorcida chegar a milhões e milhões de pessoas.

Fail…

nem todas as conclusões podem explicitar um resultado que não existe…ótimo texto…as ciências humanas não devem responder…e sim perguntar…

E nós? Ta com pena de bandido, quando for com vc eles terão pena? No Brasil a esquerda idolatra bandido porque não imitam a esquerda Chinesa por exemplo, nos USA esse PM receberia medalhas, bandido armado tem que ser alvejado principalmente em fuga é algo lógico, procedimento defendido pela legislação, Brasil é o “país” onde quem não entende nada opina sobre tudo.

Infelizmente, como eu já cansei de dizer, os bons e honestos são só os “praças”… mesmo quando os “praças” ajudam a roubar armas de delegacias da pcivil (vide noticias de assaltos à delegacias no ES), mesmo quando os “praças” abusam sexualmente de jovens abordadas, mesmo quando os “praças” “aliviam” traficantes e depois revende as drogas apreendidas. bons são esses.

Podemos até falar que a polícia está errada, porém gostaria de informar que as grades mídias não são a favor da polícia. A Globo crítica a PM com matérias absurdas, a Bandeirantes também. No dia dessa ocorrência o Datena criticou a atuação dao PM, porém foi duramente criticado no Twitter.
No portal R7 publicaram uma matéria sobre a ação policial, onde o título dizia que o PM havia assassinado dois menores, o que não aconteceu haja visto que os menores estavam vivos.
Realmente a grande mídia voltou atrás e “apoiou a ação do PM”, não por vontade própria e sim pela opinião pública popular.
A matéria aqui apresentada não faz jus a verdade e nem tampouco contempla a vontade popular.
Gostaria de perguntar ao colunista se realmente conhece o trabalho da PM.

Queria saber se fosse vc na condiçao do policial, sozinho diante de dois bandidos armados, certamente vc atiraria para matar, o polical nao, atirou soh para imobilizar, nem promoveu o encontro, qto se fosse eu ou vc naquelas condiçoes faria…deixemos de ser hipocrita, entre o bandido e a policia, eh a policia que trabalha a favor da sociedade, assim devemos apoiar a policia.Qeum tiver pena de bandido leva para casa.

O grande problema que temos de enfrentar nos dias de hoje é esse humanismo sem freios que se atrela à mente desses pseudos pensadores. Assim como direitos fundamentais em determinados momentos precisam ser limitados pela ponderação em sua efetiva aplicação, os direitos humanos se perfazem na mesma medida. A ação do policial pode não ter sido a melhor frente as câmeras, mas prefiro ele vivo à menores sem respeito à vida e a própria sociedade.

Meu filho foi assaltado. Dois tiros. De raspão felizmente.
Eu tive o carro roubado. Arma na cabeça e tudo.
Vingança ou justiça. É só isso que eu quero. Sou absolutamente normal, com milhares de outros brasileiros.
Não considero os policiais bandidos nem o bandidos vítimas – respeitadas as exceções de cada caso.

Esse JHOSHUABLAC ROC eh soh um progressista de esquerda se doendo pelo bandido imobolizado pelo eficiente policial, eh este tipo de esquerdopata que santifica bandido…leva ele para tua casa em CUba e serao felizes para sempre. Parabens policial, continue assim…Pergunta final.Pq seu comentarios ficam tao ilegiveis…

casos como esse mostra o despreparo da polícia e o prazer de matar em alguns que veste a farda. O apoio a esse tipo de ação é de pessoas desinformadas dos índices de homicídios e os tipos de crimes que acontecem no Brasil. Grande parte do que são a favor deste tipo de execução sem provas de roubo e sem julgamento, não acompanham e não se interessam pelo que acontece no congresso, no Senado e outros setores da sociedade. O estado ao permitir ações como essa, legítima uma posição perigosa que nos faz lembrar de forças paralelas surgidas nos últimos tempos. E esse ato me lembra a ação da polícia do Rio de Janeiro no assalto ao ônibus. Segurança pública não é isto.

O que eu possa falar será irrelevante pois já foi mencionado que se educarmos as crianças não se fará necessário punir o Homem.
Entretanto o Homem policial e o Homem bandido como tantos que engrossaram as fileiras dos que sob alcunha de conquistadores perpetraram crimes contra a Humanidade ao longo de séculos
alguns alcançaram “status” de deuses.
Portanto salve-se quem puder.

Aqui costuma-se idolatrar bandido,por acharem que faz parte da turma do Hobbin Hood ,somente quem já teve um revolver apontado na cara por uma suposta vitima da sociedade,sabe o que eles fazem.Então vamos deixar de hipocrisia e aplicar leis mais severas e penas que sejam cumpridas até o término.Estamos cansados de tanta impunidade.Quanto ao soldado alveja,caso fosse a óbito,será que algum cidadão dos direitos humanos apareceria?Pouco provável.A vida tá difícil tá,mas isso não é desculpa para todo mundo ficar se armando e começar a roubar,conheço muita gente de periferia que rala de sol a sol e nem por isso é bandido.Temos que mudar um pouco o discurso em que diz,”só porque é negro” e o nordestino e os de outros estados,porque não falamos ,os pobres em geral,que nela se engloba,os negros,brancos,amarelos,mestiços.Para mudar isso temos que ter escolas de qualidade,professores bem remunerados e empresas que invistam nos menos ,com vagas de menores aprendizes,aí sim acredito que as coisas irão tomar um novo rumo.Abraços

Parabéns ao policial que arriscou sua vida servindo a população. Se os bandidos morressem, e eu fosse convocado para compor o juri,meu voto seria sem sombra de duvidas pela ABSOLVIÇÃO. É muito bom ficar sentado com o bumbum gordo na frente do computador,quero ver ser expor como esse policia fez. Diante disso senhor policial, eu Everton, agradeço a sua coragem e a sua vontade em servir a população.

O senhor foi bem infeliz nessa frase “É público e notório que, o que parece ser falta de competência e despreparo, na verdade é qualificativo da função da PM: matar.” Sou PM trabalho a 5 anos na corporação e graças a Deus não precisei efetuar um tiro para atingir ninguém, mas se for preciso, que Deus esteja comigo e que o tiro seja certeiro, pois, não quero ser mais um numero em estatística de policiais mortos em combate. Outra coisa “parceiro” tenta ficar um dia no nosso lugar e veras o inferno que é ser Policial Militar aqui nesse País, graças a “pensadores e formadores de opiniões” como o senhor.

No video nao ha som claro, mas se o policial falou o famoso ” pare, senao atiro” e o ladrao nao parou, fica a obrigacao ao policial de manter sua palavra a todo custo e atirar, para que a policia nao fique com fama de desonesta, ou de que nao cumpre suas promessas. Caso contrario podera acontecer com a policia o mesmo que aconteceu com a Dilma, e sua popularidade ficar abaixo dos 9%.

Realmente os bandidos podem andar armados e assaltar ao bel prazer porquê a culpa é da sociedade que trabalha e estuda para adquirir seus bens e entregar as verdadeiros donos.Esta inversão de valores estão destruindo nosso senso crítico.Se o governo tem culpa é de toda a sociedade que através do voto, elegem seus representantes.Agora pegunte se esses criminoso porque não vão roubar os políticos corruptos e das grandes elites?

PARABÉNS ROCAM!!!! Eu tinha dado 5 tiros na cabeça de cada um.
É muito BANDIDO para ser sustentado com os IMPOSTOS que o povo paga.
É BANDIDO na cadeia, é BANDIDO dos partidos políticos!!!!
MEDALHA PARA O ROCAM!!!!!

Todos com suas opiniões e experiências. Mas, assim como alguém teve uma experiência negativa com bandido, querendo a cabeça deles, outros tiveram problemas com pseudo policiais que agem como acima da lei. Se é bom para a sociedade exigir punição e morte a bandidos que seja. Entendo por bandido não apenas os que roubam, ou estupram, mas quem sonega impostos, quem pratica atos discriminatórios e racistas, quem abusa de sua autoridade trazendo nefastas consequências a muitos pobres, aqueles que roubam o erário público, aqueles que estupram menininhas no apartamento luxuoso, e outros que eu poderia citar. Acredito que muitos que querem justiça, vingança, estão com seus argumentos e tem razão, mas também não seriam capazes de analisar suas próprias ações com a mesma medida de julgamento que aplicam a outros. Se houver justiça no lema “bandido bom é bandido morto” eu serei o primeiro a defender. Mas se por traz deste lema há um viés de genocídio calculado e programado… aí já é outra situação, e garanto que quem gosta deste segundo viés são aqueles que não serão afetados, e nem precisa dizer quem são estes.

Bandido bom e bandido baleado, torturado, decapitado, amputado! Cidadão brasileiro precisa de sossego, e bandido de bala! Direitos Humanos pra quem e os DEVERES HUMANOS???? Isso sim é preciso, bandido merece só o pior, e todo e qualquer tipo, desde ladrão de galinha a político corrupto!

“Quando o elemento ( Psicopatas Militares) sabe da impunidade ,corporativismo,omissão fica mais facil apertar o gatilho”Que o diga os parentes da Juiza Patricia aqui no Rio e parentes do Condte Herminio em Sampa ..SE os bons policiais acobertam,os maus elementos são farinha do mesmo saco não prestam também ,tem que punir os graduados porque são omissos…. senão pune é porque são :omissos,incompetentes ou cumplice ou as tres coisas juntos..se na policia ganha pouco…falta…. isso …não tem aquilo..Vai estudar vagabundo…mas quando o cara não quer estudar e nem trabalhar ele entra na pm que é facil ou vira bandido ….são faces da mesma moeda…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code