Categorias
Cultura

Haddad presenteia Papa com disco dos Racionais. Músicos se empolgam.

Mano_Assinat
“$aude. Mano Brown Racionais Mc’s 2015 PAZ” – Mensagem de Brown para o Papa Francisco

Músicos fizeram questão de preparar o presente para o Papa Francisco.

Convidado pelo Pontifício Sacro Colégio de Ciências, o Prefeito de São Paulo Fernando Haddad foi esta semana ao Vaticano, para participar de um seminário que discute desenvolvimento sustentável.

É praxe destes momentos que o visitante leve lembranças ao Papa, artigos, objetos que simbolizem de alguma maneira a cultura de seu povo e sua terra. Fernando Haddad fez do hip-hop paulista um presente sagrado.

 

EdyRock-Assina
“Racionais Mc’s PAZ Forte Abraço” – Mensagem de Edi Rock ao Papa Francisco

Sugerido ao prefeito por um coletivo de jovens da zona sul da cidade, o LP Vinil “Sobrevivendo no Inferno”, dos Racionais MC’s, foi o presente escolhido para ser levado ao líder máximo dos católicos.

 

KLJay - AssinaturaELE
Dj KL Jay autografa e registra sua mensagem na capa do vinil que foi entregue por Haddad ao Papa Francisco

Não por mera coincidência, o disco escolhido traz uma maioria de composições que fazem alusão a trechos bíblicos para narrar as mazelas sociais, a violência policial e o racismo, próprios das periferias brasileiras.

 

KLJay - AssinaturaPOUSA
DJ KL Jay pousa com o vinil – presente para o Papa – de “Sobrevivendo no Inferno”. Peça rara!

Mano Brown, Edi Rock e Dj KL Jay autografaram e posaram com a relíquia.

Claudio Silva, coordenador de Políticas para Juventude da prefeitura de SP, amigo dos músicos, foi quem fez o contato e conseguiu o vinil – uma verdadeira raridade – devidamente autografada pelos astros do Rap nacional. “Eles ficaram empolgados e toparam imediatamente”, disse Claudinho.

O disco vinil original foi disponibilizado pela Boogienaipe, produtora do grupo, na Zona Sul de São Paulo.

 

CapaVinil

Em gravação por whatsapp, o rapper Edi Rock demonstrou todo seu entusiasmo:

Já que vai pegar o disco na zona sul, já de lá manda o motoboy pegar a minha assinatura e a do KL Jay. Eu e ele estamos perto aqui. Aí nois se responsabiliza por essa fita ae. Eu pago 50 conto, suave, se é loco, por uma fita dessa ae é da hora, vale a pena!

EdyRock-ELEAssina
Edi Rock no momento em que autografa e registra sua mensagem ao Papa Francisco

O Dj KL Jay demonstrou ter acompanhado a passagem de Francisco pela América do Sul, e em sua dedicatória escreveu a forte frase de Francisco, dita em sua passagem pelo Brasil:

Sejam revolucionários. Muito respeito! Racionais 2015.

 

KLJay - Assinatura
Capa de vinil com mensagem de KL Jay

Haddad não teve oportunidade de o entregar em mãos, mas o chanceler do Sacro Colégio recolheu o presente e a esta altura, Francisco já deve estar viajando nas batidas do rap brasileiro.

 

 

 

22 respostas em “Haddad presenteia Papa com disco dos Racionais. Músicos se empolgam.”

O Haddad mandou bem nessa. Se fosse o Alckmin aposto que levaria Caetano, Gil ou cantores que tem mais estética do que cunho social. Racionais incomoda e convoca pra algo a mais. Que o papa e seu rebanho sejam cutucados por essa obra-prima da música brasileira!

Uma atitude no estilo:

——– —————- “Nossos poetas tem que deixar de ser broxas pra serem bruxos!” ————— ———-

Com o devido respeito ao autor do texto, só gostaria de lembrá-lo (apesar que sei que não há necessidade disso) que tal grupo, apesar de realmente usar passagens bíblicas para denunciar as mazelas sociais que tais setores da sociedade enfrentam no dia dia, também é o mesmo grupo que já enalteceu a VIOLÊNCIA contra o famigerado Sistema. Logo, creio que violência só gera violência. E é justamente letras como “Hoje sou ladrão artigo 157” que dão mais ainda motivação lírica para os que tornassem seduzidos por tal mundo. Isso sem falar o Funk ostentação que é outros 500. No mais, grande abraço e excelente coluna!

Abominação! A igreja já está sendo destruída há anos, e cada vez mais esses parasitas desejam aliar a Santa instituição a ideologias imundas.

Muito legal, legal mesmo, adoro esse disco e os racionais, e achei valida a atitude não só por ser um disco que gosto, mas sim porque é algo que realmente representa a musica brasileira de qualidade. Poderia ser um disco do luan Santana, ou da Ivete Sangalo e etc… parabéns a quem fez a escolha. o papa vai curtir!

De extremo bom gosto o presente. Racionais sem dúvida nenhuma retrata da melhor forma as questões do nosso país; seja em São Paulo ou em qualquer outra parte da nossa nação.

É no que que da um mané que era pra representar a doutrina de Cristo e representa a de Marx.
Ta recendo um monte de bagulho dos comuna pelegos desse esgoto ideológico. Racionais é simplesmente um lixo.

Depois da foice e martelo/crucifixo de Morales, agora o PT entrega disco de ode a Marighella, terrorista que pregava assassinato a sangue frio.

Em tudo se tem moderação. A Internet de hoje não é nada mais que um veículo de propaganda, um comercial de TV. Até vc, negro Belchior, com seu blog entra nessa. Quem diria, um negro lutador, mas muito bem comportado.Nunca se achou um soldado do Sistema? Um mantenedor da ordem pública que é racista? Ou seu blog não tem nada de seu, apenas da Carta Capital?
Época triste a nossa, onde os espaços de comunicação ocupados são usados com tanto receio, mas tanto receio que chegam a ser broxante ter que esperar alguma novidade. Sei que há moderação, polidez, etc., mas até em um blog ter censura aí é pra fuder! Geração de merda essa a nossa… Broxas sobretudo! De esquerda, direita, de frente ou de trás, mas todos broxas… Digo os que ocupam a dita mídia. A mídia é feita por broxas. Ninguém lê uma Caros Amigos com bons olhos, ou algum blog que traga as entranhas do Sistema. E a Carta Capital está infestada de burgueses do centro, que se vestem, se portam como intelectual, mas no fundo são uns paus mandados.
Continue censurando o que não lhe agrada pra assegurar o salário no fim do mês, a papinha do filhinho, o cabelereiro da esposa, a ração do cachorrinho! Haja saco pra aguentar a merda que vivemos…

Um amigo meu me disse:

“Que procura neste abismo? Retira-te pronto, mas antes, embora vivo, fica sabendo que o lugar à esquerda espera por Vitalino. Sou paduano entre estes florentinos que continuamente me desassossegam com o gritar: ‘VENHA PARA O NOSSO REI DOS USURÁRIOS, o que na bolsa três chifres tem esculpidos’ “.

“Para que tenhas ciência de quanto recinto acontece, aproxima-te e conhece quem são aqueles e o que padecem. Mas abrevia o falar, sê lacônico. Entrementes, pedirei a esta fera que suas fortes espáduas nos emprestes”.

———————— NOSSOS POETAS TÊM QUE DEIXAR DE SEREM BROXAS PRA SEREM BRUXOS ———–

Viva o Menalton e sua corja! Longe de serem bruxos, talvez sejam b***!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

As pessoas estão comentando: “pelo menos não foi do Luan Santana”; “menos mal, não foi do Luan Santana.” Não sei o que dizer de pessoas assim.
Vocês provavelmente nunca sequer ouviram Racionais, e caso tenham ouvido ao menos nem prestaram atenção na letra; na qual contem críticas a realidade. Em contraste o racismo, politica, crime, desigualdade social, etc.

Engraçado… porque não colocaram os 02 últimos álbuns dos Racionais, justamente os que mais enaltecem práticas criminosas e ostentação de um modo de vida incompatível com o povo humilde da periferia? Por que foram resgatar algo de 1997? No mínimo, muito estranho…

Aí colocam esse, só porque tem uma cruz na capa, e que não muito difere do estilo “nós contra todos”, ou como dizia 2Pac: “We against the world”.

Estranho, os Racionais, depois de 2002 (álbum Nada como um dia após outro dia), só compõem músicas mais “suaves”, sem abordar o cotidiano da periferia, as dificuldades, os problemas sociais e políticos, a miséria e pobreza… o que será que aconteceu (politicamente) depois de 2002, hein? Aliás, isso é uma tendência, pois a maioria dos grupos de rap, depois de 2002, “amaciaram, suavizaram para o sistema”, mostrando que a tendência de outrora ia de encontro à situação política da época, alterada drasticamente após 2003.

De lá pra cá, esses que diziam “representar” só falam em ostentação e incentivo a práticas distintas da boa moral da sociedade, sem criticar, é óbvio, o sistema, o governo. Também pudera, esses ditos cantores de rap vivem cantando em shows de políticos, em posse de presidente, em “comemoração cultural”. Quem não se lembra dos Racionais fazendo campanha política para o Lulla na eleição de 1998 e em tantas outras???

Uma das poucas exceções foi o extinto Facção Central. Sempre manteve a postura crítica, ainda que radical em alguns pontos, preservando a essência da coisa. Talvez não tenha aceitado da ideia de “alinhar aos interesses” políticos vigentes.

E quem não se lembra das comemorações do Brasil 500 anos, em 2000, quando o cantor/sambista/político Neto de Paula cantou num show, e foi criticado por um dos mais conhecidos rappers do DF?

Não precisa citar o nome do rapper que criticou o cantor paulista. A dica: o crítico foi o mesmo que cantou, 15 anos depois, no show da posse da (ainda) atual presidente da república, reeleita pela grande maioria dos 51% do povo brasileiro.

Que irônico, não?

Isso mostra a divisão da ideologia do movimento pré*2002 (FHC), com o pós-2003 (Lulla).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code