Categorias
Sem categoria

PSOL QUESTIONA PROJETOS DA SECRETARIA DE TURISMO

Na última sexta-feira, dia 5, o Professor Carlos Datovo, Presidente do Diretório do PSOL, visitou a Secretaria Municipal de Turismo com o objetivo de obter informações sobre o andamento dos projetos da pasta, especialmente sobre a construção do Parque das Águas.

Recebido pelo secretário Fernando Miranda (PSL), Datovo questionou os valores totais divulgados da construção do parque. Miranda informou que o empreendimento será divido em três fases. A primeira será de desapropriação, demolição do Balneário e construção de um SPA, a segunda um parque aquático e a terceira será finalizada com a construção de um hotel. O projeto total prevê gastos de R$ 45 milhões. Parte do valor será repassado pelo governo estadual e haverá contrapartida municipal.

A prefeitura pretende construir o hotel com recuros público, caso não haja interessado da iniciativa privada. Após, deve terceirizar os serviços.

Ao ver o projeto, Datovo questionou de que forma se daria a desapropriação prevista e para qual local serão destinadas as pessoas. O secretário informou que o processo da primeira fase já está em licitação e por isso as desapropriações já estariam sendo conduzidas pelo departamento jurídico do executivo. Miranda informou que as pessoas seriam alocadas em imóveis do Programa Minha Casa Minha Vida. Diante dessa informação, é possível ter certeza de que não há planos efetivos para alocar esses moradores pois o “Minha Casa Minha Vida” está muito longe de se concretizar na cidade. Sequer houve compra de terreno para construção de imóveis.

Estranhamente, a área do parque será recortada para que não haja desapropriação de um loteamento de terrenos de alto padrão localizado ao lado do Ginásio de Esportes. Questionado, o secretário disse que a área não afeta as nascentes das fontes. As casas humildes afetam, mas as que serão construídas em alto padrão, não.

Datovo se posicionou contra a construção de um hotel com recursos públicos e propôs que o recurso fosse disponibilizado para construção de outros parques ou áreas de convivência na cidade, inclusive deu exemplos de locais. Propôs também a construção de um outro grande espaço de eventos no município.

O projeto do Parque é interessante, disse Datovo.”Inclusive, foi proposta do Plano de governo do Psol mas vejo com preocupação a falta de planos para desapropriação das pessoas e é um absurdo a construção de um hotel com recursos públicos. Deveria ser investido em outros locais”, finalizou.

Diretório Psol/Poá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code