Categorias
Destaque racismo

Racismo na TAM: “Troca de lugar com a feinha (negra) aí”, diz funcionário em vôo.

pt-tmb-tam-linhas-areas-airbus-a319-100_planespottersnet_344215

Por Douglas Belchior, com informações dos coletivos Treme Terra, O Preço, RuaSarau AfroBaseVaidapé

 

“Vitimistas! Mini Marxistas! Viva Bolsonaro 2018!”, gritaram os passageiros

 

Na tarde de sábado (19/12) no vôo TAM-JJ3705 de Brasília para Congonhas-SP, um grupo de jovens artistas sofreram ofensas racistas por parte de funcionários da TAM que seguiam no vôo como passageiros. Segundo relato dos artistas, os agressores foram acobertados pelos comissários de bordo da TAM, receberam privilégios no tratamento dentro do avião e tiveram sua conduta racista apoiada por parte dos passageiros.

 

Depois que começaram a vender passagens nas Casas Bahia, ficou foda andar de avião!”

 

Os jovens artistas periféricos voltavam de Brasília, onde participaram da 3° Conferência Nacional da Juventude, que reuniu por 4 dias cerca de 5 mil jovens de todo o país e onde se discutiu, entre outras coisas, justamente a problemática da questão racial no Brasil.

Segundo o relato, um homem branco teria enviado uma mensagem com teor racista para um colega, também branco, sentado à algumas poltronas de distância: “Depois que começaram a vender passagens nas Casas Bahia, ficou foda andar de avião!” O mesmo homem teria, em uma segunda mensagem ao amigo, escrito: “Pede pra trocar de lugar com a feinha aí”, referindo-se a uma das jovens negras do grupo.

 

Pede pra trocar de lugar com a feinha aí”

 

Os jovens, ao perceber a troca de mensagens discriminatórias, resolveram tirar satisfações junto ao agressor, que reafirmou: “Para andar de avião, a pessoa tem que se comportar direito”.

Com a discussão, os comissários de bordo intervieram e ameaçaram chamar a Polícia Federal. Os jovens foram incisivos em concordar que se chamasse a PF, já que estavam sendo vítimas de racismo, crime inafiançável no Brasil. A tripulação não acionou a polícia, promoveu mudança de lugares dos agressores e o vôo seguiu. No entanto, durante a viagem, os jovens perceberam que um dos agressores fora convidado pelos comissários a conversar separadamente sobre o ocorrido, atrás das cortinas do serviço de bordo e a discussão recomeçou. “Porque a tripulação ouve e trata com privilégio os agressores e não os agredidos?” , questionou o grupo de jovens.

 

Para andar de avião, a pessoa tem que se comportar direito”

 

Com a aeronave em solo, já na chegada à SP, o grupo de artistas resolveu promover uma intervenção artística ainda dentro do avião, com um recital da poesia “Somos”, de autoria de Juliana Rodrigues, a Afro Ju, uma das jovens agredidas durante o vôo. Eis que parte dos passageiros, incomodados com o conteúdo dos versos, passaram a hostilizar o grupo. “Vitimistas! Mini Marxistas! Viva Bolsonaro 2018!”, gritaram alguns passageiros, segundo relatos dos jovens.

 

Cobertura parcial da mídia: G1 mente e reafirma discriminação

Como é de se esperar, a cobertura jornalística feita pela grande mídia brasileira tende a reafirmar condutas discriminatórias e a criminalizar as vítimas em tais situações.

Apesar de terem gravado o relato de uma das jovens negras agredidas no vôo, ao fazer o registro escrito, a matéria do G1 caracteriza o acontecido como “tumulto” e afirma que os jovens teriam “agredido passageiros”, versão contestada pelos jovens e devidamente registrada no Boletim de Ocorrência.

 

IMG-20151221-WA0007

E que culpa tem a TAM?

Racismo é um crime praticado por pessoas e por empresas/corporações. Mas mesmo nos raros casos em que as investigações são levadas a sério, são ainda mais raros os casos em que as instituições são responsabilizadas. O despreparo dos funcionários no trato da violação de direitos e especificamente quanto à falta de sensibilidade em perceber a prática de racismo, o tratamento privilegiado dado aos agressores, bem como o clima habitual de comportamento padronizado, higienista e eurocêntrico “natural” do ambiente em aeroportos e em vôos, configuram espaços de opressão à corpos negros, à cabelos crespos, à vozes altas, à indumentárias afros e à tudo que contraponha a “leveza” e a conduta comportamental nórdica. Um ambiente corporativamente racista, logo, de responsabilidade da empresa.

 

IMG-20151220-WA0056
Grupo de jovens denunciam racismo de funcionários e da empresa TAM Linhas Aéreas, junto à Polícia Federal, em SP

 

Injúria racial versus crime de racismo: O agressor é sempre beneficiado

Embora seja crime inafiançável desde 1988, uma das coisas mais difíceis é justamente a caracterização do crime de racismo. A maior parte dos casos de racismo explícito são registrados como “injuria racial”, crime potencialmente “mais leve”.

A injúria racial está prevista no artigo 140, parágrafo 3º, do Código Penal, que estabelece a pena de reclusão de um a três anos e multa, além da pena correspondente à violência, para quem cometê-la. De acordo com o dispositivo, injuriar seria ofender a dignidade ou o decoro utilizando elementos de raça, cor, etnia, religião, origem ou condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.

Em geral, o crime de injúria está associado ao uso de palavras depreciativas referentes à raça ou cor com a intenção de ofender a honra da vítima.

 

Publicação1

Já o crime de racismo, previsto na Lei n. 7.716/1989, implica conduta discriminatória dirigida a determinado grupo ou coletividade e, geralmente, refere-se a crimes mais amplos. Nesses casos, cabe ao Ministério Público a legitimidade para processar o ofensor.

E aí está o problema da interpretação dos fatos. Para negras e negros, ser chamada de “feinha” por ser negra não se trata apenas de injúria ou ofensa pessoal. Trata-se de um crime contra todo um povo, e que mais que entrar, estar ou acessar ambientes ou direitos, trata-se da negação da humanidade e da consideração enquanto igual.

Que fazer em um país em que, sociologicamente falando, quem qualifica e decide o que é crime de racismo ou não, é o próprio criminoso e promotor do pensamento racista?

 

IMG-20151221-WA0008

 

 

 

 

##

 


 

 

Publicidade colaborativa

Presenteie camisetas da Uneafro-Brasil

A Uneafro-Brasil está com novos modelos de camisetas engajadas e temáticas de valorização da cultura negra brasileira. Conheça e faça seu pedido. Com isso, além de adquirir um produto de qualidade, beleza e com uma mensagem de consciência negra, de quebra contribui para o auto-financiamento do trabalho sócio-educacional promovido pela Uneafro nas periferias de São Paulo e do Brasil.

Valor único para todas as peças, R$ 30,00 + frete.
Tamanhos (P, M, G ou GG), medidas e quantidades devem ser informadas no campo de descrição do produto.

Conheça esses e outros modelos e faça seu pedido AQUI

 

1185010_161445260720070_1710572108_n943354_161445417386721_1327929719_n 541394_161445327386730_92739506_n  150696_161445367386726_1458581424_n1230010_161445250720071_94091394_n8312_161445217386741_536225636_n1229958_161445210720075_2009434214_n      994828_161445347386728_151713548_n

 

225 respostas em “Racismo na TAM: “Troca de lugar com a feinha (negra) aí”, diz funcionário em vôo.”

A dita “justiça” q temos não só é falha como é a maior criminosa, devemos nos levantar e lutar contra estes criminosos de toga, acabar com essa hegemonia racial pseudobranca do país, fruto do lixo q temos como classe dominante.

Como assim viram trocas de mensagens durante o vôo se é obrigatório que os aparelhos celulares sejam desligados ou em modo avião. É do conhecimento de todos que o celular nessas modalidades não trocam mensagens.

Como assim viram trocas de mensagens durante o vôo se é obrigatório que os aparelhos celulares sejam desligados ou em modo avião. É do conhecimento de todos que o celular nessas modalidades não trocam mensagens. Muito esquisito isso.

Sergio poder falar até pode! Mas assuma as consequências pelos seus atos. Liberdade de expressão não significa liberdade de discriminação! Seu argumento é típico do “jeitinho brasileiro…”. Achou ruim? Vá para França ou Holanda “países organizados”! No mais fique pianinho!

Os homens não foram racistas. Foram apenas mal educados. Nenhum deles citou a cor da pela da moça, apenas que era “feinha”.

O vitimismo está tão impregnado que qualquer confusão é motivo para gritaria. Ela é negra, estava no avião, do lado dos “opressores”, com os mesmos direitos. Mas também com os mesmos deveres.

E quando ofenderam o cidadão que disse “Viva Bolsonaro 2018”, o chamando de racista e fascista? Acho que é bem mais grave que o “feinha” da mensagem de texto.

Concordo com você. Nas informações da reportagem o racismo não está explícito. Mas não é vitimismo, é somente a revanche do oprimido.
Ah, e o Bolsonaro é o expoente da direita reacionária por ser racista e fascista, isso não é uma questão de opinião.

Racismo é crime e ponto. Bolsonaro é racista e fascista. ponto. Quem defende a conduta desse tipo de vagabundo deveria levar um tiro na cara.Se achar superior apenas pq tem a pele clara? no dia que acor da pele conferir poderes extraordinários a esse tipinho, pode vir falar. Por enquanto morre e fede tudo igual.

Então se eu ofender sua mãe, xingar sua irmã, agredir verbalmente seu pai, e eles reclamarem, estarão sendo vitimistas? O certo é aceitar calado?

Grave mesmo é gritar “Viva Bolsonaro!”
Mas não é um caso grave de polícia, não.
É caso grave que pede internação psiquiátrica.
E urgente.

As duas situações são graves, apenas uma parte da população esquece que Bolsonaro não salva ninguém e que todo sangue que corre nas veias e dá vida aos seres humanos é de cor vermelha. Que o digam os brancos que recebem transfusão de sangue no leito de morte em busca de vida e os negros que da mesma forma idem.

Mostrem uma frase (dentro de um contexto, óbvio) em que Bolsonaro se manifeste de forma racista ou fascista.

E aprendam o que é fascismo, parece que nenhum de vocês realmente sabe,

Teatrinho montado para incitar o ódio, onde estão os “agressores” onde estão as tais mensagens? Já estavam preparados para hostilizar quem reagisse as ofensas, como fizeram de pronto com o único que se manifestou, todos meus amigos negros se sentem envergonhados com essas atitudes de “vitimas do mundo” pela cor da pele. Saiam deste papel de vitima e façam como todos os seres humanos honrados de todo o planeta, independente de raça, que levantam a cabeça e conquistam seus sonhos com o suor de seus rostos, sem ficarem reclamando das dificuldades da vida. ||O forte vai e conquista, o preguiçoso somente reclama. Fernando Holiday é um exemplo a ser seguido. Olhem o que ele diz sobre as atitudes vergonhosas de vocês, https://www.youtube.com/watch?v=tuFqEIyvBps e é o que pensam todos meus amigos negros.

O medíocre sempre tem um culpado por seus insucessos.

Mostrar menos

Reclamar das dificuldades da vida é o que move o mundo adiante. Além disso, imaginar que problemas coletivos; como a imensa injustiça social desse país, que afeta diretamente a população negra; serão resolvidos com iniciativas individuais é de uma estultícia comovente…

vendo por esse lado posso chama-lo de fii di puta q tu sai rindo, ou vai chamar o vagabundo torturador e assassino, racista, nazista, animal fii do demônio com a desgraça.

Em cena. …
OS POBRES MENINOS RICOS. ..

Meus prezados. ..
VocêS que acreditam que cor da pele, do tipo de cabelo ou a conta bancária faz de vcs especiais, rsrsrsrsrsrsrs, nadinha! Não passam de uns lisos, que se acham
RICOS, e não passam mesmo de uns bobos da CÔRTE.
IGNORÂNCIA TAMBÉM FAZ MAL…..AOS OUTROS.

Sérgio, vc é um canalha e safado. Pronto, expus a minha liberdade de expressão! E ai, vai fazer alguma coisa safado hipocrita?? Estou pronto pra vcs fascistas!!

É lastimavel, verificar que a discriminação nesse Pais da-se devido a algumas pessoas de mentes retorcidas, que só ver a sua sombra e se assusta pensando que é um negro se preparando para agredi-lo. Tenho tanta vergonha, tenho as vezes vontade de vomitar, a discriminação não se dá só com pessoas de cor, os gordinhos também sofre. Recentemente numa das minhas viagens para o Recife PE, fui vítima descarada de discriminação( não vou citar a companhia claro), como muitos sabem, eu sou uma pessoa obesa, e os cintos de seguranças de alguns aviões estão preparados para pessoas magras(é verdade), ao pedir um reforço para a aeromoça, ela com a maior cara de pau me disse, ” Claro!! sem problema, mais o ideal seria a senhora emagrecer um pouquinho) O que a senhorita tem a ver com isso? Perguntei, vá cuidar do seu trabalho e procure fazer ele bem feito, senão mais na frente o seu prêmio será a rua………………..

Sou de opinião que o imbróglio começou com uma violação de correspondência! Alguém esticou as botucas” para ler o que o vizinho estava escrevendo ou lendo em seu celular. Pelo descrito duas pessoas trocavam mensagens pessoais. Portanto, o conteúdo dessas mensagens era um problema deles. Era a opinião deles sobre um determinado assunto. Eles, inicialmente, não fizeram “discursos” contra a rapaziada, nem fizeram qualquer provocação. Apenas trocavam mensagens pessoais. Assim, me pareceu que alguém não gostou do que outros estavam pensando e escrevendo particularmente. Apesar de não concordar nem um pouco com esse tipo de pensamento, não posso negar a ninguém seu direito de livre pensar. Democracia é isto

Concordo plenamente com sua colocação. Se falou de tudo aqui menos disso. Até onde entendi as mensagens foram trocadas entre duas pessoas de forma particular. Ficar lendo o que outros estão escrevendo de forma particular não é crime? Isto ninguém comenta.

Concordo!
Pensei o mesmo quando li. Eles não se manifestaram publicamente com as mensagens.
O racismo é realmente revoltante, mas o vitimismo de alguns, vontade de aparecer acaba por estragar a imagem da luta de quem realmente batalha contra isso.
Lendo os comentários, vemos alguns sem argumentos chamando outros de fascistas sem ao menos saber o que é isso.

As classes ricas tem pouca educação. As classes remediadas nenhuma. Agira deram pra achar que um voo comercial é deles, sem que paguem o fretamento. Sempre foram usurpadores, ou não? Sugiro o site da igreja dos Santos dos últimos dias para quem enriqueceu e não se educou. Ha uma aba para etiqueta, excelente.

E vc é se autodenomina TESt porque ainda é um teste, qdo passar e se tornar HUMANO vc se assumirá como tal?

Deixa de ser infantil… se o gosto adquirido a considerou “feinha” ainda assim é errado se expressar dessa forma; há muito medo entre os que têm medo das “feinhas” e dos “feinhos”….

vc pode ser lindo – segundo o padrão de beleza, mas só suas palavras já revelam uma feiosidade… e um horror….

Lindas palavras Bianka. A internet tem nos mostrado o que as pessoas realmente pensam, embora se escondam, na internet, elas mostram todas as facetas do seu preconceito, misoginia e falta de respeito.

Parece que ele chamou a moça de feinha na mensagem por celular para o amigo. Comentario maldoso, concordo, mas que atire a primeira pedra quem nunca mandou comentário maldoso por celular. Não defendo lado A nem B, mas essa publicação é enviesada. O parêntese do título já sugere um teor que não está na mensagem original.

O que aparece claramente neste episódio é a segregação econômica que vitimiza tanto quanto a questão racial levantada. Afirmar que passageiros compram passagens lojas populares é um preconceito bem evidente, atitude que o agressor se coloca acima de outra pessoa num ambiente onde a julga indigna de dividir com ele. Assim como dizer que os aeroportos se transformaram em rodoviárias. Isto não é um caso isolado, mas desgraçadamente frequente. Os ‘haters’ de plantão e circulantes se tornam mais agressivos quando seus alvos não abaixam a cabeça, daí os rotulam de ‘vitimistas’ entre outros impropérios como se tivessem obrigação ficarem passivos. Respeito é bom e conserva os dentes

E se lhe chamar de bobinho? E lhe chamar preguiçoso?
E se lhe chamar sujo? E se lhe chamar de idiota? Não sou negro na pele. No entanto, o seu, o meu, os nórdicos, os amarelos e cinzas, com certeza tem coração, San que, fígado, rins, e todo resto, são perfeitamente iguais. UM ALERTA: CUIDADO PARA NÃO SER INDENTIFICADO. … pois em caso de transplante …só de branco? ??????????

Arthur,

Eu li a reportagem calmamente, não vi qualquer atitude racista. Chamar alguém de feio é julgamento estético a partir de uma observacao, acurada ou não, subjetiva e a posteriori. Está havendo vitimizacao, exagero e até certo mau caratismo em transformar um julgamento estetico em preconceito apenas porque foi dirigido a uma negra. E se fosse dirigido a uma branca? Seria o quê? O que eu observei foi uma rivalidade de classes apenas. De fato, à revelia da cor, certos comportamentos sao repreensiveis. Há uma tremenda falta de etiqueta em todos os lugares: musica alta em onibus, falacao alterada em ambientes fechados. No parágrafo da noticia em que está dito que há repressao a vozes altas, concordo totalmente. Se o tom for inadequado, deve-se conscientizar a pessoa de que nao cabe. Na verdade, ela deveria ter bom senso para julgar isso. Se eu reprimir um branco por ele ser um deselegante, ok, mas se o sem educacao for um negro, eu serei racista? Uma vírgula, o problema é o sem educacao que quer obrigar todos a se adequarem a sua baderna. Ele deve se adequar ao ambiente ou fique em casa. E não venham me importunar com rotulos como “darwinista social”. O nome certo é etiqueta, regras de boa convivencia.

Meu caro Artuzinho, A IMPRENSA TEM DONO. Vejo que sua interpretação também como a imprensa já está em posição definida. Acho que faz sentido a sua avaliação. ..até porque VC TEM NOME DE REI ….SÓ QUE SEU CASTELO É VIRTUAL. IMPRENSA NACIONAL NÃO É FONTE SEGURA. QUER A VERDADE? VAI INVÉS TIGAR. CASO VC QUER A SEMPRE A VERDADE.

Vai ver é isso que falta para as pessoas, “invés tigar” mais as coisas antes de “ex crever” qualquer bobagem. O que falta para o brasileiro é educação, tanto para se expressar, como para interpretar uma informação.

Foi um caso de bisbilhotice, uma pessoa negra, sentada atrás de uma branca, leu a mensagem no celular da pessoa que estava na frente? Ora, isso não é comportamento civilizado! E o que veio depois, nós só ouvimos a versão de um dos lados.

Concordo, não existiu racismo, uma vez que não disse que era feinha por ser de determinada etnia/cor/raça (não sei como denominar, qualquer coisa é racismo). Acontece que sempre se acham vítima por causa da cor/tonalidade/aspecto da pele…

Em 2014 estava aguardando um voo da TAM para Londres e um rapaz com sua mãe se aproximaram da tripulação da TAM que aguardava a liberação da aeronave, Neste momento percebi que o rapaz relatou sua preocupação: A mãe passou muito mal no vôo que vinha de Belo Horizonte, ocasionando certo”transtorno! para a equipe de comissários, porque se tratava da primeira experiência em viajar de avião e que iria fazer sua primeira viagem internacional com mais de 10 horas (Londres). Neste momento um dos comissários falou sobre a tranquilidade do vôo apesar da distância e sugeriu inclusive o uso de calmante. Até aí OK. Entretanto, logo após o afastamento do passageiro, um dos comissários comentou: “Isso que dá vender passagens internacionais de 10x. Imagina ter que voltar porque a mulher poderá dar um piti no vôo. Ouvi, e após, olhei fixamente para essas figuras e balancei a cabeça fazendo questão que percebessem a minha expressão de repúdio àquele tipo de preconceito econômico.

Sem contar que essa loja citado na desprezível mensagem, não é tão popular assim, pelo menos menos nas minhas buscas por produtos, ela tem sido uma das mais caras.

Primeiro que se a reportagem fala sobre racismo, duvido. Segundo, mesmo que não tenha sido, e o respeito? Onde fica? Niguém é obrigado a achar ningém bonito, mas é obrigado sim a ter respeito!

Exato.

O vitimismo brota de qualquer coisa. A moça é feia, e talvez por não se achar feia pensou que fosse apenas pela cor da sua pele. Simples engano, tudo se resolveria com uma troca de lugar no avião. Mas preferiram uma gritaria e confusão com os outros passageiros em troca de uma pseudo-auto-afirmação.

Daqui a pouco vão querer cotas pra mulheres feias no miss Brasil.

Sabe ja estou cansada de ver esse compotamento racista vezse repetida.Na minha opinião tipos de empresa como a TAM que não reprirmem veementemente o racismo devem ser bicotadas por todos os negros so assim quando dor no bolso e eles peeceberem que o nosso dinheiro vale tanto como e de qualquer branco as coisas vão começar a mudar. Por que quando na educação não funciona, mexe no bolso e na imagem da empresa a rotulando como racista que eu aposto que eles vão tomar uma posição.

Lamentável porque essas empresas têm no seu corpo pessoas de todas as raças e ainda permitem tratamento racista, discriminatório! Abaixo qualquer tipo de racismo! Essa mídia é assim mesmo! Trabalha para elite branca

Não, não colocam pessoas de todas as raças; colocam um ou outro negro ou negra como um verniz de companhia multirracial. Daí que o funcionário negro(a) já começa se sentindo mais inferiorizado por fazer parte de uma minoria do quadro da empresa e isso o vulnera. Numa situação como a que se criou dentro do avião um tal funcionário, vulnerabilizado, muito provavelmente optará por apoiar seus colegas brancos da tripulação, o que muito provavelmente reforçará o comportamento racista manifestado. Se essas empresas quiserem mesmo ser corretas quanto ao problema racial que contratem negros para suprir , pelo menos, metade do quadro de tripulantes.

É uma excelente ideia. Com certeza, é uma das ferramentas mais eficientes para combater a falta de civilização de funcionários de algumas empresas. Parabéns.

Alberto
Você esta propondo que haja uma companhia aérea de brancos e outra para negros ? Endoideceu ? Esta propondo um apartheid que parta dos negros para os brancos ? Não é melhor cobrar rigor na lei ? Não é melhor defender a causa com menor animosidade, afinal se você grita com um racista em um avião com vários passageiros não contente ergue a voz e declama uma poesia você não reduz drasticamente as chances de ser ouvido e que aquela pessoa reformule valores ?

Sabe ja estou cansada de ver esse comportamento racista vezse repetida.Na minha opinião tipos de empresa como a TAM que não reprimem veementemente o racismo devem ser boicotadas por todos os negros, so assim quando doer no bolso eles perceberam que o nosso dinheiro vale tanto como e de qualquer branco as coisas vão começar a mudar. Por que quando na educação não funciona, mexe no bolso e na imagem da empresa a rotulando como racista que eu aposto que eles vão tomar uma posição.

Moderação como assim? Não entendi se não querem opnião não peça!!! A minha opnião será avaliada por um “censor” ?A liberdade de expressão fica aonde heim?
Lamentável!!!!

A Carta Capital e uma revistinha marrom e mintirosa e inventou uma história para aumentar a seleuma na postarem que estes jovens ( veja bem eles mesmos) a história e um pouco diferente a pesar de ser grave a denúncia eu sento lado a lada com minha namorada e eu e ela não concequimos lê roque o outro está postando devem ter poderes de Mrt Brown e no final do vou o Avião estava taxiando e o bando estava de pé que e ilegal mais isto não importa basta ser preto que ta tudo perdoado.

Que história mais mal contada. Como que perceberam a troca de mensagens e o conteúdo delas? Os artistas ficaram lendo os celulares dos racistas? Não entendi.

Concordo Amanda. Isso me parece história de imbecís, eles sim os verdadeiros racistas, que desejam fomentar uma luta ao estilo estadunidense, que não existe aqui.

Não existe. Será coincidência a manutenção de maioria esmagadora da população negra entre as camadas mais pobres da população? E como incomoda quando alguém se levanta pra reclamar do status quo, ao invés de aceitar seu lugar na senzala da sociedade. Vai ver nossos negros precisam se organizar e lutar, ao estilo estadunidense…

Concordo contigo.
História mal contada pra caramba.
Tumultuaram o voo. Dá a nítida impressão que entraram pra armar o circo, e conseguiram.
E desde quando “feinha” é o mesmo que “negra”?

Reparei a mesma coisa, mas o Belchior e seus seguidores estão tão preocupados e ter o seu minuto de ódio que não atentaram ou preferiram não atentar para as lacunas da história. Parece que esse vai ser mais um daqueles processos por racismo que de tão incoerente fala mais sobre a baixa auto-estima do acusador do que sobre o crime em si. Dostoiévski manda recordações lá do subsolo.

Bote mal contada nisso. Não acredito em nada do que está descrito aí. Não que não exista racismo no Brasil, mas achar que um avião todo é racista é demais. Esses rapazes certamente estavam em situação de intimidação pra arrumar algum barraco e justificar a “luta”.

Quer dizer então que se rebelar contra a opressão e não aceitar calado ser vítima de um preconceito torpe é ter síndrome de coitadinho?

Putz..o que está acontecendo com esse País?

Gabriel, isso já é mimimi demais. As pessoas estão se tornando mimizentas ao extremo. Se tem algum problema com a ofensa, se dirija a quem cometeu a injúria, e não as demais pessoas. Se eu estivesse dentro do avião, sentaria um processo por “assédio moral” em cada um. Deixaria correr na justiça, porque tem gente que só aprende assim.

Em primeiro lugar,obrigado por discordar de mim de forma civilizada e respeitosa,coisa rara na internet.

Sinceramente não vejo como mimimi qualquer busca por reparação contra o racismo e o preconceito em geral.Talvez a forma como esse grupo fez isso não tenha sido a mais adequada,já que eles estavam dentro de um avião,mas só não aceitando a humilhação que é o racismo a sociedade mude.

É o típico caso do alienado! Se não fossem os que “compram passagem nas Casas Bahia”< muito provavelmente estes funcionários já teriam sido demitidos ou sequer teriam sido contratados num passado recente.

Este país esta sendo conduzido da mesma forma que a 80 nos atrás de forma que os coronéis do poder ainda são os que manda e desmanda muitas vezes disfarçados de socialista e lideres de movimentos sociais ,isso o povo não percebe e se entrega na mão desses facínoras que leva o próprio povo oprimido a renegar os seus próprios direitos ,se marginalizando e abandonando os estudos abrindo mão da quilo que é o maior tesouro do homem o conhecimento .

Os sujeitos que chamaram a menina de feia eram bonitos? Porque se eram feios e ela sentiu-se ofendida a ponto de registrar boletim de ocorrência, ela está com a autoestima muito baixa!! Tenho um lema só me ofendo se eu considerar a pessoa melhor do que eu, e pra isso ocorrer ela tem que ser rica, bonita, inteligente, feliz e ser imortal! Do contrário a gente manda tomar naquele lugar, dá umas porradas ou manda alguém dar se o agressor for alguém mais forte. Gays, gordos, negros precisam parar de choramingar e partir pra cima!

Desde quando chamar de feinha e pobre de pobre é racismo?
Quanta vitimização, quanto exagero.

Idiotas os comentários dos passageiros que se acham os tais por estarem viajando de avião? Sim, totalmente idiotas.. Não há dúvida..
Mas chamar uma pessoa feia de feia não é racismo…
Chamar gordo de gordo é racismo? Chamar chato de chato é racismo?

Me poupem…..

Cláudio, melhor se limitar à sua própria existência e não chamar ninguém de nada! Que tal? Cuida do seu e deixa a feinha, o pobre, o gordo, o chato cuidarem dos deles. Eles não precisam dos seus rótulos. Ninguém precisa. Beijo na alma.

Prezada Sra. Maria.

Se seu tempo me permitir, gostaria de enaltecê-la pelo exposto.

Como dizia antológica Elis Regina: Minha dor é perceber
Que apesar de termos feito tudo
Tudo o que fizemos
Ainda somos os mesmo e vivemos
Ainda somos os mesmos e vivemos
Como nossos pais…

Só quem tem repertório intelectual apurado, saberá interpretar este.

Saudações,

Esses versos são da canção “Como Nossos Pais”, de Belchior, e Elis Regina aparece aqui como sua melhor intérprete. Na verdade, vários outros cantores deram voz a esses versos, além do próprio Bel, é claro.

Quanta ignorância! É simplesmente absurdo que os seres humanos em pleno século XXI tenham a capacidade de gastar saliva dizendo tantos absurdos….”Feinha”, o que passa na cabeça do ser humano para dizer isso a alguém? Um idiota que pura e simplesmente faz um comentário destes só pode ser alguém muito pobre de espirito. Vc tem sim o direito de achar as pessoas bonitas ou feias, mas guarde isso para vc…Se vc acha alguém feio, não olhe! Não considere que vc irá casar com alguém feio por estar sentado ao lado dele(a) ou por conversar com ele(a), portanto este tipo de comentário é completamente desnecessário em qualquer situação. Será que estas pessoas se olham no espelho, o que será que elas vêem ?….Pode até não ser racismo, mas se vc analisar que isso partiu depois de um outro comentário ainda mais ridículo de que “hoje em dia se compra passagem de avião até nas Casas Bahia”,,,, vc conclui pelo contexto que é bastante provável….
O preconceito social é evidente que ocorreu…A discriminação: social, racial, etc… é podre.
A raça, a crença, a religião ou escolha sexual não são os responsáveis pela formação de carácter de um ser humano e não o tornam inferior. Analisemos pela ignorância dos que se consideram superiores, em função de “talvez” terem uma condição financeira melhor… Afinal – O que seria dos ricos se não fossem os pobres? Representamos a mão-de-obra que enriquece industrias e fábricas, somos as secretárias do lar, enquanto as madames se embelezam em salões e passeiam com seus cachorrinhos…, e no fim da vida não seremos nada e não levaremos nada daqui…, além de dividirmos os mesmo buracos…..Por que tratar as pessoas de maneira diferente?
De separatismo já basta a classe executiva…aliás, ninguém avisou ao tripulante salafrário que ele poderia ter comprado a passagem da classe A, já que ele não pode se misturar?

O que eu senti lendo o que o que o negrobelchior escreveu é racismo e uma vontade de transformar qualquer coisa em guerra, parece que para ele o certo seria matar esses malditos brancos que mecheram com minha turma… ele tem que saber que às vezes os integrantes da nossa turma não tem razão…

Só quem sente na pele a cor da discriminação e do desprezo, tem propriedade para minimizar o que são fatos de racismo e elitismo deste país hipócrita

Infelizmente, o preconceito é estrutural e está entranhado na cultura brasileira.
O autor provavelmente vai alegar que o gosto dele é pessoal e falaria o mesmo para uma garota branca e obesa, além de tê-lo manifestado de forma privada.
A segregação é tamanha que na foto do grupo de artistas, apenas 20% são negros.

Aposto que estavam incomodando todos os passageiros do avião com um fuzue danado. Se fossem brancos e ricos fazendo bagunça aposto que a tripulação tb teria chamado a atenção.

Desculpa, mas onde que chamar de “feinha” é racismo? Claro que é totalmente desnecessário, mas chamar de “feinha” não tem relação nenhuma com racismo. Infelizmente, parece mais um caso de que a pessoa se sentiu ofendida (com razão), porém resolveu “deturpar” os fatos para que conseguisse algum benefício disso.

Prezado Sr. Paulo!

Ledo engano achar que adjetivo “feinha” não refere-se à preconceito.

Ademais, por sermos consumidores (por vezes impulsionado pelo capitalismo) esperamos ao menos sermos respeitados.

Funcionária desprezível, Cia “gulosa” .

Grato.

Difícil pra nós que não estávamos lá apurar. Na minha opinião algumas das coisas que foram ditas não tiveram teor racista como por exemplo o “feinha”,mas como eu disse, é complicado afirmar pois a forma que foi dita também influencia na interpretação.

Tentando entender aqui, porque essa história está MUITO mal contada. Sim, racismo no Brasil é imenso, os negros sofrem horrores e é impossível negar, mas em meio à onda de fanfics sociais que estão rolando por aí esta história parece uma mentira muito mal planejada pra aparecer.

Vejamos: São 10 pessoas que aparecem na foto dos “jovens agredidos”. São 6 mulheres e só UMA é negra. E é a que é entrevistada pelo G1 e diz que uma OUTRA menina, negra, teria sido vítima de racismo. Qual? Só tem uma negra, que é a que fala ao G1, quem é a outra misteriosa?

Segundo ponto, chamar alguém de “feia” ou “feinha” não é racismo, é opinião; O fato da pessoa “feia” ser negra não quer dizer nada, assumir que achar uma pessoa negra feia é racismo é ridículo. Se fosse branca estaria ok achar feia? Ou melhor, aí não seria racismo, certo?

Outro ponto é, como duas pessoas poderiam estar trocando mensagens num avião em pleno vôo? Não tem sinal de celular e tampouco wifi. Foi telepatia?

E, além disso, como é que os dois rapazes souberam da troca de mensagens? Foram xeretar e já considerar que duas pessoas seriam “racistas” por trocar mensagens? Ou ficam de tocaia em volta de brancos pra ver se algum “desliza”?

E esses gritos de “viva Bolsonaro”? Desculpa, isso tem MUITO cara de ser fake.

Nada real neste país de gente hipócrita em que não há racismo, em que não se separa justamente a pessoa pela “sua boa aparência”, normalmente vinculada a cor da pele

Concordo com praticamente tudo o que voce disse. E só pra complementar, onde está o crime de racismo no fato de duas pessoas trocarem mensagem privadas de cunho racista? Lamento aos desinformados, mas o fato de uma pessoa ser racista é apenas lamentável, mas não é crime. A menos que ela pratique o ato de racismo.

Chamar alguém de feio não é crime mas caracteriza falta de educação e sem noção de convívio social. Os mesmos que acham normal não gostariam que os chamassem. Não interessa se alguém é ou não bonito, se é ou não mulher, se é o não negro. O respeito e o direito de ir e vir está na Constituição. Agora, todos sabemos que a colocação do feio tem a mesma da utilizada nas décadas anteriores. Lembram do só contratamos funcionários com “boa aparência”? Pois é, hoje não podem mais ofender publicamente pois conhecem a lei. Então buscam outros artifícios que dificultam a ação da justiça. Normalmente usam da brincadeira, da gozação para expressar seus sentimentos reais sobre determinados assuntos ou pessoas. Só se combate o preconceito com conhecimento. Não adianta entrar na pilha de funcionários que comungam da mesma ideia de racistas. Fazer a denúncia ainda é a melhor solução. Parabéns aos jovens pelo discernimento e não se deixar levar por provocações que levem a agressões. Pois sabemos que quando um racista erra e ofende ele precisa que a vítima faça algo para caracterizar fogo trocado. E assim muitos se livram.

Devem ser brancos os que falam de “coitadismo” e “exagero”. Porque tá óbvio que não sentem na pele o que é o viver negro neste país!

Mesmo o que se considera exagero deveria servir para refletir. Pena que é mais fácil achar que somos histéricos.

Falta empatia, gente!

Falou tudo meu caro.

O problema é que até um tempo atrás as vítimas da opressão que é o racismo aceitavam a situação caladas e agora como resolveram botar a boca no trombone alguns idiotas chamam isso de vitimismo.

Aí depois os “coxinhas” é que ficam de mínimi… Deixa de choro!!! E mais, o que carvalho Vcs tem a ver com o que o cara tá escrevendo no zap? Vão procurar o que fazer, esse Papinho já tá chato

Trabalho na TAM e fui vítima 2 vezes , e ainda deram apoio aos agressores, e tenho um amigo que foi vítima por causa do cabelo, entrei com uma ação trabalhista e posso ser demitido após o processo. Gostaria que meu caso se tornasse público pois a empresa não me apoiou e nem quis me dar um apoio psicológico

Acho desnecessario se referir a alguém assim, mas onde está o racismo? Negra é a cor da pessoa, vitimista é um adjetivo. E se eu te chamasse de intolerante e fascista, me prenderia?

É lamentável uma situação como esta, a falta de educação de alguns,me enoja,somos todos brasileiros,cumpra-se a lei,criminosos tem que ser punidos,temo que,cansados de tanta injustiça,alguns irmãos,comecem a querer faze-la com as próprias mãos,confio na justiça e na força dessa raça altiva,digam não aos fascistas,nazistas e todo tipo de opressor,veneremos a liberdade,a igualdade e a tolerância,pois, flores distintas podem viver juntas num mesmo jardim.

Boa noite! Os pseudo brancos do nosso país são hipócritas e se acham muito bonitos, também. A questão da “feinha” é só um pretexto para ironizar, então parem com a falsidade. Não existe RAÇA “PURA” em nosso país, seus analfabetos (se é que vocês entendem isto). Aceitem a raça negra, pois se não aceitarem, em pouco tempo vocês estarão “fudidos”.

Quando que “feinha” virou “negrinha”? Racismo Chamar de “Feinha”? Racismo Achar Ruim de Pessoas que Gostam de “Rodar a Baiana”, Causar por onde Passam? Racismo é Ficar Incomodado com Pessoas Escandalosas? Ridículo este País e Ridículo o Papel desta “Feinha”! A “Feinha” se Coloca a Todo Momento como “Diferente” como se Ser Negro é Algo Diferente que Necessita de Algum Tipo de Privilégio. Somos Todos Humanos! No Entanto Ninguém é Obrigado a Ficar Perto de Pessoas Escandalosas e que Gostam de Causar Confusão por Onde Passam… FEINHA! O Interesse destes é Vender Camisetas Incentivando a Separação de Raças! Faça uma Camiseta: Somos todos HUMANOS! Querer se Beneficiar da Cor para Ganhar algo é Coisa de Fracassado e não Importa a Cor!

Sei que é errado questionar os donos da razão da carta capital, afinal , eles são os donos da moral.

Enfim, não há crime, pois não se pode inferir um crime, é necessário que seja explícito
feinha é feinha, vc precisa ler o pensamento do outro para saber se era feia pq era feia ou se era feia pq era de determinada raça…

sei que muitos vão espernear, mas é bom que seja assim, afinal , impede que absurdos sejam cometidos

no máximo o que aconteceu foi uma piada de mau gosto, uma sacanagem enorme, uma zueira de alguém babaca elitista…
mas não crime..

e mais.. é crime ler as mensagens dos outros, contudo também é tão ridículo entender isso por crime, que cai na insignificância

acho um tanto desmedido muitas vezes a reação das pessoas, talvez bastasse agir como homem, interpelar aquele com uma boa dose de dignidade ao invés de agir como uma patota grupal de detentores da moral inabalável

falta hombridade, infelizmente, essa palavra perdeu o sentido, é uma pena
sejam homens, honrem seus bigodes, falem como pessoas, não sejam como guris mimados

No geral concordo com o texto, mas reclamar da opressao a voz alta acho sem sentido. Daqui a pouco vai se defender quem escuta som alto no onibus. Nao fazer barulho alto pra nao incomodar os outros é o minimo de educaçao que serve para qualker cor

O Racismo não é dos “brancos” mas sim dos “negros”. Quem fica ofenfido com esse tipo de brincadeira ou comentário, significa que tem vergonha ou preconceito da própria cor… Isso não acontece somente com a raça negra mas também com os asiáticos, entre outros. Já vi muitos apelar e já vi tbm muitos relevar e entrar na brincadeira… as pessoas tem que parar com essa vitimização e cada um aceitar a sua realidade. O preconceito só é presente naqueles que o enxergam.

Desde quando escrever que “desde que as casas bahia passaram a vender passagens ficou foda viajar de avião” é racismo? Desde quando escrever que “troca de lugar com a feinha” é racismo? Além do mais,a turma do coletivo _obrigou_ os passageiros a escutar a sua intervenção “poética”, mas foi incapaz de tolerar uma voz discordante do seu discurso (“vitimistas, mini-marxistas, viva Bolsonaro 2018”), passando então a afrontar e xingar de racista aquele que ousou discordar.

Sei que o “

A primeira coisa que me chama a atenção é isto: Como foi que as chamadas vítimas VIRAM o conteúdo das mensagens que duas pessoas trocavam, A NÃO SER que tivessem cometido crime de INVASÃO DE PRIVACIDADE? Isso nem está comentado, menos ainda, explicado aqui embora seja comentado em vários lugares no Facebook por pessoas mais perceptivas. Que direito tinha qualquer um deles de ficar espiando o que alguém digitava. E como puderam desconfiar que era sobre um deles ou uma delas? História MUIIIITO mal contada, hein? Conheço a versão de uma pessoa que estava no voo e viu que foi bem diferente. O rapaz que foi chamado para a cabine não foi tratado com privilégio, Teve sua atenção chamada por comissários. Ninguém passou a mão na cabeça dele. Tudo tem jeito de armação. Se eu estou mandando uma mensagem ou recebendo e alguém do meu lado fica olhando o que estou escrevendo ou lendo, eu logo dou um safanão e digo “o que você está olhando aí?” Chamar alguém de “feinha” só é racismo na cabeça de gente complexada e paranoica ou simplesmente, maliciosa e intelectualmente desonesta.

Oxente, escrever “desde que as casas bahia passaram a vender passagens ficou foda viajar de avião” é racismo? escrever “troca de lugar com a feinha” é racismo? Ainda por cima, numa troca de mensagens _privadas. Além do mais, a turma do coletivo, sem pedir licença ou autorização ao comandante do vôo, _obrigou_ os passageiros a escutar a sua intervenção “poética”, mas, incapaz de tolerar uma voz discordante do seu discurso (“vitimistas, mini-marxistas, viva Bolsonaro 2018”), passou a afrontar e a xingar de racista aquele que ousou discordar. Gente educada não age desta maneira, pois quando você faz um discurso público, você assume o risco de ser contraditado.

Para justificar o “QUERO O MEU PRIVILÉGIO” (meu edital, minha cota, viagens e congressos pagos com a grana do povo, etc) é compreensível a politização, a busca pelos flashes e pelo microfone da rede Globo, aliada incondicional do vitimismo, isso faz parte do jogo. Mas torturar os fatos para sustentar uma encenação é ato digno de artistas “periféricos”, além de ser uma baita desonestidade. O vídeo gravado dentro do avião contradiz tudo o que os vitimistas alegam, incluindo a manipulação do colunista, que atribuiu aos passageiros algo que foi dito por apenas um deles.

Poderia me dizer onde que se encaixa como racismo chamar alguém de feio seria racismo ? Então posso começar a processar os outros por me chamar de magrelo ?
Impressionante como pegam tudo que foi dito por ela como verdade absoluta, cadê as provas ?

O título da matéria dá a entender que foi o funcionário da TAM que pediu a troca de lugar. Revejam essa questão. Isso é forçar a barra para que o leitor se confunda. E mais: ser feia não quer dizer ser negra. As pessoas precisam ser mais tolerantes sim, só que não podemos forçar uma situação que não existe.

Pior do que o ocorrido são os comentário racistas nesse site. Vivemos um racismo velado, onde o agressor não assume e as vítimas são acusadas de mimimi. País hipócrita e atrasado. Para quem é branco, rico e heterossexual é muito fácil dizer que o outro está se vitimando.

Um erro não justifica o outro, essa”intervenção artistica” não deveria ter sido realizada dentro do avião.
Foram violadas as normas internacionais de segurança dentro da aeronave, e sem contar o tom agressivo dos envolvidos que acabaram intimidando os outros passageiros que não tinham nada com o ocorrido.
A agressividade na forma que eles mostraram a sua raiva com o passageiro que falou do Bolsonaro só
serviu como prova que são intolerantes e não concordam com a opinião dos outros quando conflitam com a deles.
Então são dois pesos duas medidas? Eles podem fazer o que quiseram quando são ofendidos?
Discordo com a moça que diz que pobre incomoda, o que realmente incomoda é gente tentando
resolver as coisas no grito.

Como eles viram as mensagens trocadas entre as pessoas pelo telefone? Isso tb nao seria errado algum tipo de violacao de privacidade? Ou correspondencia? Nao entendi essa parte

A base da discórdia está na autoimagem. Enquanto os negros, pobres, ou qualquer grupo menos favorecido de meios de manifestação pessoal, recursos ou influência achar si mesmo diferentes, quem os tratará com iguais?
O problema está na autopercepção distorcida, na baixa autoestima, na ignorância da história. Certamente o ego frágil desses que reclamam tanto a igualdade não conhecem a bela e rica história da contribuição de todas as etnias na composição desta especial e única população que hoje constitui o Brasil.
Menos reivindicação, mais realizações! Menos queixumes! Mais assertividade! Querer reconhecimento não resolve. Apenas sejam!

Esse magrelo gritando com o cara, se fosse comigo, tinha tomado tanta porrada… Isso que ele fez é uma violência atroz. O sujeito está lá pegando a mala, o criminoso decide que a expressão facial dele não expressa culpa suficiente e decide agredi-lo aos gritos a centímetros do rosto. Se fosse comigo, pelo menos o nariz sairia quebrado. Folgado e mentiroso – agora estão vigiando até as conversas privadas das pessoas, agora não basta o crime de ter uma opinião desfavorável sobre grupos de pessoas, vão instituir o crime de pensamento?

Pensei o mesmo que você, se qualquer um vem falar comigo dessa forma, o pau ia comer feio. Mas é claro que só ocorreu isso pq o cara era magrelinho, se fosse com um tipo como eu com mais de 25 anos de artes marciais no punho eles falariam baixinho. Era só todo mundo se juntar e dar o famoso “montinho” neles ou como chamamos por aqui, corredor polones.

Vivemos em um mundo violento, temos que nos manter calmos enquanto essa onda de paz não acaba. Adoraria ver esses caras sifuder.

Só não entendi uma coisa, foi ouvida a conversa entre os agressores (trocar de lugar com a feinha, venda de passagens nas casas Bahia) se não foi, como viram as mensagens entre essas pessoas preconceituosas?
No mais é isso aí mesmo, tem que registrar ocorrência, não pode deixar passar, marcar posição.

Tudo agora é racismo. Não estava à bordo, mas imagino que deva ter havido sim uma baderna. As poucas vezes que viajei ladeado de estudantes ou artistas em troupe houve bagunça no vôo sim. Branco ou Negro tem que saber se comportar em qualquer lugar, agora quando o negro é bagunceiro e é chamado atenção vira racismo. E depois, se a mulher é feia é feia. Não interessa se é branco ou negro. Esses ativistas são um saco mesmo!

O fato dos negros e mestiços e outras pessoas negras ou brancas que vem de baixo ter acesso aos mesmos espaços de uma suposta ” elite ” incomoda demais, não se aceita, toda crise e ódio de certas classes sociais do Brasil se deve a melhora de vida dos pobres no Brasil, como um país pode evoluir de fato com uma elite tão mesquinha e tacanha? O processo de integração e melhora de vida dos brasileiros é irreversível e devemos lutar com toda nossa força por isso. E quem não gostar, que fique quietinho ou responda a um processo sim, ou bata a cabeça na parede, morde o próprio dedo, sei lá………Parabéns aos Jovens que fizeram o BO….Quanto a empresa aérea não viajo mais.

Eu estava nesse voo dia 19 e pude assistir a toda situação. No começo via o tumulto do coletivo andando pelos corredores do avião e não podia entender o que estava acontecendo. Os jovens “artistas” pareciam muito inflamados. Depois que o avião nivelou voltaram até a frente e iniciaram o que parecia ser uma tomada de satisfação com os tripulantes interrompendo o serviço de bordo e tumultuando o voo. Depois do pouso veio a apoteose. A suposta vítima da agressão saiu pelos corredores declamando o que parecia ser uma carta de lamentação sentimentalista tomando para si toda a dor da raça negra. Perdoem a intervenção pessoal mas prefiro o “I have a dream” de Martin Luther King.
Culminou quando chegaram exatamente onde queriam: um corajoso, meio sem noção lançou a faísca que eles precisavam desferindo a seguinte frase: “Mimimi Marxista, Vitimistas, viva Bolsonaro 2018”! Aí o circo pegou fogo de vez: cercaram o cara que carregava uma bebê de colo e começaram a cantar uma espécie de rap dos excluídos, com direito a dedo na fuça, gritaria e todo tipo de achaque. Outro senhor que parecia ser pai do Bolsonito interveio entrando entre os da extrema esquerda e o da extrema direita. Ao coroa de uns 75 anos também foi dado o mesmo tratamento com dedo na cara e toda a marra da juventude oprimida e sem direitos. Um tripulante pediu moderação ao grupo e entrou também no corredor “polonês” dos pobres injustiçados. Quando o tal de Pedro foi para cima dele este o reteve com as mãos para evitar ser devorado. Como tudo foi devidamente editado, dá a entender que a vítima é o pobre Pedrinho três palmos mais alto que o franzino funcionário. Não entendi direito a parte da mensagem. Me parece um pouco absurdo perceber que há uma polícia secreta da igualdade racial interceptando mensagens pessoais de cunho racista. O racismo é crime. Me solidarizo com todas as pessoas que sofrem as dificuldades de ser negro em nosso país. Mas a conduta desses jovens me pareceu odiosa. Tomaram todos os ocupantes da aeronave como reféns de suas causas. Agrediram pessoas que nada tinham a ver com a situação é causaram para criar notícia e atacar a companhia aérea. Se Mandela, Martin Luther King, Gahndi ou qualquer outra grande alma que já lutou pelos direitos civis e raciais estivessem a bordo, com certeza se sentiriam constrangidos e invergonhados. Erraram o alvo. Erraram a mão! Um desastre de publicidade. Não ajudam a causa negra. Lamentável.

Ridícula a atitude dos comissários da TAM e dos passageiros. Até quando teremos que conviver com pessoas que se acham melhor do que as outras em razão da cor da pele. Num país de mestiços como o Brasil o racismo é uma idiotice. Tão difícil quanto achar um branco 100% é achar um negro que não tenha mistura na família. Se somos todos mestiços, porque tanta ignorância? Enquanto não se punir severamente idiotas que se acham superior aos demais por causa da cor da pele este tipo de tolice vai se repetir.

Nada mais previsível de uma tripulação de uma companhia aérea do Tucanistão cujo vôo se destinava a capital do Tucanistão. Ainda proclamam que os fanáticos são aquele pessoal do ISIS do oriente médio.

Vitimismo mesmo, racismo é uma coisa, injuria racial é outra, cresci em salvador e muitas vezes fui chamado de Parmalat, isso é racismo ? ou injuria racial ?

algo dificil de entender é como uma troca de mensagens privadas se tornou de conhecimento do grupo fascista de jovens (só 1 negro, 2 mestiços os outros todos brancos).

dizer que feia é sinonimo de negra é racismo do AUTOR do texto, achar alguem feio não é crime, nem chamar tampouco um negro de negro.

Vitimismo é doença mental.

Esta mais do que na hora de Parar com esse vitimismo …”feinha” não é racismo !!!! se chamasse de macaca, dai sim, seria Racismo. gente, chega !!!!! BASTA DE VITIMISMO !!!! sou negro e odeio esse tipo de situação gerada pela esquerda suja, que desonra nossa raça, fazendo com que pareça que somos “fracos” e “vitimas” a toda hora!!!!

… na humanidade assim como na natureza ora uns vencem outros fenecem bem como em outo momento os que feneceram vencerão e assim por diante…. sem deus nem ingerencia de políticas específicas de raça,credo e/ou opção sexual… td se encaixará quando cada um defender-se por sí próprio sem protecionismo e/ou favoritismo.
Ah ! quase me esqueci….Daqui a pouco se o indivíduo não for preto ou pobre naõ terá chance de interação social neste lugar que insistem em chamar de república. É o cidadão contra o estado e o estado contra o cidadão…. pobre das minoria que não recebem verba do PT !!

Sr Fabio Murakani, acho que tu distorcesses todas as teorias, leis e hipóteses sobre a humanidade e sobre a natureza para que elas concordassem com tuas ideias. Acredito que uma das teorias que gostarias de ter se embasado é a Teoria da Evolução, que, dentre outras coisas, diz que as espécies mais adaptadas ao meio no qual estão são as que irão prevalecer. Mas, lembro, que o dito Homo sapiens sapiens, nós, somos apenas uma espécie. E a existência de raças não é consenso. Uns acreditam, dentro deles eu, que a cor da pele é apenas o fenótipo. Uma característica genética. Sobre tua frase ” td se encaixará quando cada um defender-se por sí próprio sem protecionismo e/ou favoritismo.”, lembrei-me de uma entrevista do prêmio nobel de economia, Joseph Stiglitz, na qual, na opinião dele, a sociedade na qual cada um nasce tem muita influência na vida de cada um. Ou seja, o “defender-se por sí próprio” é uma ilusão quando levamos em conta: onde a pessoa nasceu, quais as condições econômicas de sua família (ou se tem família), as oportunidades que a pessoa recebeu de formação, as oportunidades de trabalho, e por aí vai…. Te recomendo a entrevista, vale a pena.

Desculpa me meter amigo, mas discordo em partes com você. Concordo que cor da pele é somente um detalhe que não nos diferencia como raça. Minha família é bem negra, meu bisavô era azul de tão negro, imigrante vindo do caribe venezuelano, mas isso não impediu ele de ser o primeiro negro da guarda civil metropolitana de SP ( na época dele negros não eram permitidos ). Aquela época ele era tão ferrado de grana que andava 8 km por dia para ir trabalhar. Minha família sempre fez questão que todos os netos e bisnetos soubessem disso para na hora que sofrermos qualquer tipo de obstáculo devido a cor, não reclamarmos, mas superarmos quem nos subestimou. Ninguem te chama de macaco quando você é o melhor da turma, ou o mais dedicado, ou o que rala mais.

Se for o melhor da turma, o chamarão de ‘metido a besta”; se for o mais dedicado, o chamarão de “babão” e se for o que rala mais, o chamarão de “escravo”. Enfim, não há limites para o preconceito e o racismo. Vide o caso Neymar.

Meio confuso esse caso, foram outros passageiros ou foram colaboradores que fizeram o tal comentário racista?Se foi colaborador é só identificar ele através do crachá e o número do voo e passar para a empresa,além de mover uma ação contra ela, se for passageiro dê parte na polícia e processe o infeliz ou se preferir, arrebenta ele no desembarque, se o cara gritar viva Bolsonaro ofereça a ele um diploma de retardado e o encaminhe para um sanatório mais próximo, pois com certeza esse cidadão não está bem de suas faculdades mentais, e outra, geralmente quem tem esse tipo de comportamento “elitista discriminatório” em sua maioria é pobre classe C e viaja pouco de avião, sei disso pq trabalho em GRU e vivencio muito esse tipo de coisa, bom não se intimidar com esse tipo de coisa e se impor, afinal vc tem o mesmo direito e deveres que ele.

Preto, Branco, Amarelo e etc, temos os mesmos sentimentos. Bom seria se conseguíssemos viver os sentimentos nobres (carinho, amizade e amor) e atitudes nobres (respeito, honestidade, sinceridade). Acontece que Peto, Branco Amarelo e etc, estamos vivendo tempos de escassez desses sentimentos nobres e atitudes nobres.

Esse tipo de agressão vai aumentar à medida que os candidatos a ofensas racistas ocuparem mais espaço na nossa sociedade que é tradicionalmente racista. Por isso, a gente tem que se esforçar para estar preparada para responder a ofensas desse tipo. Por exemplo, a ministra Katia Abreu estava preparada quando Serra deu uma de engraçadinho com ela, ela jogou vinho na cara dele, e ele teve que engolir. Faz parte desta preparação ser capaz de forçar o agressor a ser mais explícito que é para a gente poder revidar de forma contundente ou simplesmente humilha-lo

Caso Lamentável por ter ocorrido dentro de uma aeronave de empresa brasileira. Queria ver se os agredidos fossem parentes e ou filhos de Juízes, Desembargadores, Promotores da Justiça, certamente a TAM e suas Aeromoças seriam Julgadas e Condenadas, o que seria o correto no caso. Então funciona dessa forma os tratamentos durante os voos no Brasil? Se pessoas afro sofrem injurias e são discriminadas isso pode, más se um passageiro fica nervoso ou reclama do mal atendimento das aeromoças então esse passageiro é preso pela PF no aeroporto? Que Merdha é essa? Ditadura Racial dentro dos aviões brasileiros? Acredito que tanto pelo custo caríssimo das passagens, todos os passageiros deviam ser tratados como Reis/Rainhas e não dessa forma conforme grafou a matéria publicada acima. Lamentável essa conduta ditatorial que ocorre por parte dos comissários durante o voo. Cadê os direitos dos passageiros e direitos básicos garantidos pela Constituição Federal nessas horas?

Sou um pouco lento para entender, mas acho que finalmente entendi. Tudo o que o povo negro quer é meramente ser tratado como deus da terra, superior, lindo e poderoso. E ai de quem disser que um dos seus membros é feio, que outro é criminoso, que um outro é preguiçoso e vitimista. Como deuses da terra, são apenas perfeitos e não podem estar sujeitos a críticas de nenhuma espécie, que devem ser dirigidas apenas a seres inferiores, notadamente o homem branco heterossexual cristão. É isso?

Faz sentido, pois tem gente (não são todos óbvio) que querem ‘combater’ o racismo contra pessoas negras com um racismo invertido. Daí tem um espírito revanchista como se TODOS os brancos do mundo fossem culpados pela escravidão dos negros no Brasil. Enquanto escravos de hoje de várias etnias (inclusive brancos) são vendidos, castigados e explorados e quase ninguém liga. O racismo é uma intolerância que pode ser praticada por indivíduos de qualquer etnia, mas muitos não conseguem aceitar esse argumento. Digo isso por que minha esposa é negra e enfrentamos racismo num país que se diz miscigenado e multicultural, tá bom…

Quanta gente aqui nos comentários fingindo que o que se passou não foi racismo !! Fica mais fácil, né? Sou branca, mas consigo me colocar no lugar desses jovens. E o funcionário da TAM chamar uma passageira de “feinha” ( fosse negra ou branca) é falta de profissionalismo e de educação. Para a companhia que já foi a melhor do país, pega mal, muito mal.Vergonha alheia total !

Olá,

Eu li e reli o texto e não consegui identificar a injuria racial ou racismo na atitude dos passageiros brancos. As mensagens trocadas entre eles está cheia de preconceito de classe mas racismo não. Creio que a evidência para um crime tão sério como esse precisa ser mais forte, e chamar alguém de uma etinia diferente da sua de “feio” não se enquadra. Ele poderia facilmente chamar uma branca ou asiática de feia também.

De toda forma, parabéns pelo blog, o conteúdo é muito bom !!

O mais cômico disso tudo é que esses brancos estavam no mesmo ambiente que os negros que tanto desprezam. Resumindo, compraram passagens baratas e acessíveis “vendidas nas Casas Bahia” assim como os negros. Curioso não? Se ao menos estivessem dentro de um jato particular e destilando seu racismo à distância, mas não…
País mais ridículo e decadente que o Brasil? ainda não vi

MEUS QUERIDOS AMIGOS NEGROS VOCES NÃO ACHAM UM DISCRIMINAÇÃO COTA PARA NEGROS EM VESTIBULAR,CONCURSO PÚBLICO.POR ACASO O CEREBRO TEM COR.NÃO ACEITO DE MANEIRA ALGUMA ESSA COISA.NÃO SOU NEGRA MAS ESSA COISA ME IRRITA.VAMOS TODOS PROTESTAR ‘ O NEGRO É IGUAL AO BRANCO EM TODOS OS SENTIDOS.VOU MORRER E NÃO ACEITO ISSO

A quem interessa essa falácia de impor o racismo à sociedade brasileira? Nunca houve antes manifestações de racismo aqui, Brancos, negros e asiáticos sempre conviveram em paz e harmonia. Esses canalhas do PT é que andaram fazendo cursos de guerrilha em Cuba e aprenderam essa tática infame de dividir, para governar. Quando essas pestes forem apeadas do poder, o Brasil voltará a ser como antes. Uma nação! O povo brasileiro é um só.

Devemos nunca confundir racismo com preconceito social. A meu ver, o grupo de artistas esqueceram que em viagem de avião, existe um padrão de comportamento. Isto é: respeitar o próximo fazendo silencio e tendo comportamento educado. E o que eles fizeram, penso que foi o contrario. Feinha, poderia ser uma branca. E evidente, depois que se popularizou viajar de avião, uma classe social deseducada e pertencente à base de nossa pirâmide social passou a viajar nesse tipo de transporte. Ora, depois que a Casa Bahia e outras passaram a vender passagens, evidentemente, que essa classe passou a frequentar esse tipo de transporte. Não vi nada de racismo.

“configuram espaços de opressão à corpos negros, à cabelos crespos, à vozes altas, à indumentárias afros e à tudo que contraponha”

Concordando ou não com o que foi escrito no post, seria de bom tom utilizar corretamente a crase. Todas as cinco acima não existem. Isso diminui a credibilidade do texto.

COLEGAS,

QUANDO IGNORÂNCIA POR PARTE DO SER HUMANO.JÁ PENSOU SE DEUS FOSSE TRATAR OS BRANCOS POR SÃO BRANCOS DE UMA FORMA E RICOS POR QUE SÃO RICOS DE OUTRAS E NEGROS POR QUE SÃO NEGROS DE OUTRAS E PARDOS POR QUE SÃO PARDOS DE OUTRAS, E INDIOS POR QUE SÃO ÍNDIOS DE OUTRAS……

PENSEM SÓ COMO SERIAM ESTE MUNDO E COMO SERIA NÓS SERES HUMANOS?
IMAGINEM SÓ QUANTA DISCRIMINAÇÃO SERIA POR ESTE QUE NOS CRIOU E COLOCOU NO MUNDO PARA SER IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS.

PENSEM SÓ E FAÇAM UMA REFLEXÃO!

SERIA TRISTE, LAMENTÁVEL E ABOMINÁVEL.

GENTE NINGUÉM É COITADINHO POR SE SENTI OFENDIDO E MESMO COM SEU ESTADO EMOCIONAL ABALADO, POR CAUSA DE SERES HUMANOS IGNORANTES E MENTES PODRES E ATITUDES PODRES COMO ESTA.

NINGUÉM É COITADINHO POR SE DEFENDER OU MESMO BUSCAR SEUS DIREITO DE VIVER LIVRE COMO QUALQUER OUTRO CIDADÃO DENTRO DA SOCIEDADE, TODOS NÓS TEMOS O DIREITO DE IR E VIR.

ENTÃO, VAMOS RESPEITAR AS PESSOAS COMO ELAS SÃO, NÃO IMPORTA SE É NEGRO, PARDO, BRANCO, ÍNDIOS SEJA LÁ O QUE FOR VAMOS RESPEITAR.

POIS, TODOS NÓS SOMOS IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS E NÃO DO DIABO.

PENA, POR QUE TEM SERE HUMANOS QUE SE DAR LUXO EM SER REPRESENTAÇÃO E IMAGEM DO DIABO E NÃO DE DEUS…..

Texto extremamente mal escrito. Informações contraditórias e confusas. Erros de português, coesão e coerência.

Pra começar o título diz que a frase foi dita por funcionário da TAM, e no corpo do texto, teria sido um passageiro.

Não dá pra levar a sério.

Vitimismo.

Ela, mulher e negra, tem os mesmos direitos e deveres de um homem branco. Todo o tumulto foi causado por umas mensagens de texto de mau gosto trocadas entre os acusados (não diretamente as “vítimas”), sem citar em momento algum a cor da pele, mas apenas o fato de a moça ser “feinha”. Todos temos direito de achar alguém feio ou bonito.

É absurdo que uma situação patética dessas desencadeie tamanha repercussão. Faltou educação para os homens, um gentil pedido para que trocassem de lugar resolveria o problema, mas também erraram esses militantes, que viram a oportunidade perfeita para se vitimizar. E ainda gritaram para o cidadão que disse “viva Bolsonaro”, o chamando de fascista e racista, o que considero ofensas muito piores do que “feinha”.

Isso faz parte da cartilha esquerdista, dividir a nação em brancos e negros, ricos e pobres, nortistas e sulistas.

“Acuse-os do que você faz, xingue-os do que você é” (Lênin)

Eu achei que isso tava superado. A uns poucos anos atrás houve um levante de reclamação de alguns integrantes da classe média sobre a popularização dos vôos comerciais no Brasil. Será o que lhes incomodava? A falta de condições de fretar vôos particulares ou a percepção de que não só as passagens dos vôos comerciais ficaram mais acessíveis mas que também a população que historicamente sempre ficava a margem da sociedade pôde melhorar as condições de vida e se aproximou de algumas condições de consumo daquelas classes mais esnobes? Na época essas reclamações pararam porque nem os colunistas mais inescrupulosos de nossos jornais e revistas mais reacionários deram ouvidos aos saudosistas de uma sociedade de castas. Agora esse assunta volta à tona devido a um bando de idiotas de uma das mais importantes empresas aéreas que atuam no Brasil. Duvido que esta empresa esteja gostando de ver o seu nome envolvido em preconceitos. Há alguma nota dela sobre o ocorrido?

Não dá para ter certeza do que realmente aconteceu a bordo da TAM.

Certamente parece que a tripulação não estava preparada e não agiu corretamente.

O maior preconceito que os brasileiros têm é contra a pobreza. Isso é bem asqueroso.

Se é um Pelé, um Milton Nascimento , um Ronaldinho Gaucho ou o Samuel L. Jackson, todo mundo vai e pede autografo e foto.
A triste realidade é que nesse pobre país o maior preconceito é contra a pobreza. Como se fosse uma doença.

” “desde que as casas bahia passaram a vender passagens ficou foda viajar de avião” = essa frase ilustra nitidamente a referencia aos consumidores mais pobres. Casas Bahia não tem nenhuma ligação com população negra.
E o “feinha “foi dirigido provavelmente a a moça negra e de aparencia humilde.
Não estou negando o enorme racismo que ainda está arraigado num povo que é praticamente todo miscigenado.

De qualquer forma houve troca de ofensas… dá pra imaginar a gozação explicita e provocativa dirigida ao grupo de artistas e a reação indignada dos ofendidos e o aparente descaso dos funcionarios que so queriam manter um silencio e ordem por que são treinados para isso.

Se fosse ujma celebridade, uma Beyoncee, uma Rihana, o povinho branco com mais dinheiro aceita e acharia um privilegio voar junto.

Racismo é terrível mas, fiquei com uma duvida:
Como é que essa gente conseguiu adivinhar as mensagens trocadas entre dois passageiros sentados distantes um do outro? A polícia teve acesso as mensagens? Mas, e antes, como souberam? Telepatia ou não li direito.

A questao e muito somples: ou se destroi o pt ou o pt destroi o Brasil…..imagine os senhores essa gente ja entra nos lugares buscando confronto… e em aviao, transporte coletivo, onibus, etc onde quer que seja!!! O povo brasileiro nao esta nem ai pra luta de classes, mas essa gente frustrada quer por que quer que isso aconteca nao satisfeitos agora existe ate o dia da “consciencia negra”, o pais tem que parar!!! O brasil, hoje, etornou-se um lugar impossivel de se viver, impossivel….

Como vocês distorcem tudo! Meu Deus… esse país tá fudido com imbecis fazendo este tipo de matéria.
Em nenhum momento ele citou a menina se referindo a cor.
Outra coisa, não foram passageiros que gritaram nada, foi apenas um rapaz( e tem o meu apoio) que falou em tom normal: “vitimismo, mi mi mi marxista. Viva Bolsonaro 2018!” São surdos? Não foi dito mini marxistas.

Canalhas. Distorcem tudo desde Stalin, apagando pessoas em fotos. (E na vida real, é claro).
Esse vitimismo ridículo, essa agressividade dentro do voo não vai ficar barato para esses movimentos. Vão colher mais raiva ainda de todos…. Canalhas!!!!!!

E eu que sou careca e brancao, como eu sofro ,careca so serve para ser ponto de localizaçao, uma vez no voo da TAM ,eu vi uma morena linda perguntando a aeromoça onde era o seu assento, ALI DO LADO DAQUELE CARECA BRANQUELO, esta foi a reposta da aeromoça,imagina viajar ao lado de um careca branquelo, outra vez vejam vcs ,discuti com o segurança do banco,pois a porta automatica teimava em travar quando uma senhora de 80 anos negra,ia passar , a pobre senhora ja tinha tirado até a dentadura,sabe do que fui chamado pelo vigilante BRANQUELO AZEDO,fui procurar meus direitos e sabe o que descobri ,que não é crime ser chamado de careca branquelo e nem de BRANQUELO AZEDO,logico que nao deve ser crime ser denominado pelas suas características físicas,Sou careca, sou feliz assim nao gasto com shampoo ,barbeiro nem sei o que é ,e ser branquelo demais so me incomoda quando ouço as amigas comentando sobre suas aventuras sexuais com os negros ,ou pelo fato de nao poder sair de casa sem protetor solar.

Esses pseudo-europeus de olhos azuis são mesmo imbecis, pois se as passagens aéreas não fossem vendidas, hoje, “nas Casas Bahia” eles automaticamente estariam desempregados. Ou são burros (sem ofender o pobre muar), ou eles são masoquistas mesmo, me refiro aos brancos de olhos azuis racistas imbecis, somente a esses.

Souza sob a sua lógica os “encrenqueiros” deveriam aceitar os termos racistas dirigidos a eles, pois são gente desordeira quando repelem essa atitude, ou seja os errados são eles.

História muito mal contada. Tem muita gente racista e preconceituosa, mas também muito “ativista” mentiroso que cria situações pra fazer média. E, veja, se fizeram uma intervenção “artística” não solicitada, o público tem de vaiar, rechaçar, azucrinar sem que isso constitua agressão, ainda mais em caso em que o público não tem condições de se retirar do local. Agressão é quando as pessoa está ali na sua e recebe ofensa gratuita.

Cara, vamos combinar, essa estorinha é mal contada demais, cheia de furos e falhas, parece que o escritor dela pegou os fatos e os conformou para que a coisa ficasse do jeito que ele queria: “Branco oprime negro pobre”, porque é só isso que interessa na Carta Capital, dizer que existe uma luta de classes e de raças, o “nós contra eles” de sempre. Não esperem muita coisa de um folhetim marxista de quinta categoria que só sobrevive graças aos anúncios que o governo federal pseudo-esquerdista publica nela. É um nojo só.

Todos nos que estamos comentando não estávamos la para saber o que aconteceu, mas como mae de adolescentes sei que quando os jovens estão juntos não tem como não falarem alto, rirem e se comportarem como deve ser- como jovens. Incomoda? Incomoda mas ate ai uma situação passageira que um simples fone de ouvido acabaria com o problema de quem não estava gostando da situação.

As trocas de mensagens era de foro particular. Nao entendi como alguém, que nao dois interlocutores, ficou sabendo do conteúdo. Se os passageiros envolvidos tivessem falado em voz alta isso seria exposição da menina e do grupo de forma pejorativa e seria merecido uma punição.

Ninguem quer ser feio ou pobre, porque nos trazem sentimentos de inferioridade e de não merecimento. Isso independe de etnia.

Sou solidaria ao grupo, que deveria ter sempre como boa a experiência de viajar de avião. Bem tratados e com dignidade que todo ser humano merece.

Matéria ridícula e tendenciosa. Desde quando chamar alguém de “feinha” é racismo? Quer dizer que sou obrigado a achar todas as mulheres bonitas sob pena de ser preso por injúria racial? Não li nenhum relato da outra parte, típico de quem quer processar e condenar alguém cerceando o direito a defesa.
Na foto é possível notar os punhos cerrados iguais a de líderes comunistas. Quero ver todos os manifestantes fazerem gritarem “fora Fidel” em Cuba sem serem punidos pelo excelente e independente poder judiciário da ilha.

O racismo começa nas cotas. Todos tem ou deveriam ter os mesmos direitos mas não tem. É indignante ter estudado bastante, ralado noites e noites estudando, ter êxito pelo esforço e ainda ter que ceder a vaga a um afrodescendente infinitamente com menos capacidade que você pelo fato de não ter se esforçado o bastante. Os livros estão nas bibliotecas públicas a entrada é franca, esse seria o jeito mais descente de se ter mérito ou preferem viver de esmola? Isso não é digno. Referente o episódio do avião, a garota cometeu auto-racismo, se vitimando…”porque sou probre, porque sou preto”,,,etc, não defendendo os outros que cometeram ofensas por terem sido mal educados. Espero ver um dia os nossos irmãos afrodescendentes conquistando o seu espaço com mais dignidade. Abraço a todos.

Chamar de feiinha é racismo? Ora, sei que a intolerância é fato, mas pelo que se vê, nesse caso, ela partiu das próprias pessoas que se dizem vítimas de racismo. Não sei se o conteúdo da mensagem dos dois rapazes era racista, falava apenas feiinha; todavia, era trocada entre eles. Tornou-se pública após ser bisbilhotada. De qualquer forma, há uma acentuada auto-vitimização que acaba levantando a dúvida sobre quem de fato é o preconceituoso. Dá medo da reação por qualquer mal entendido. Imaginem o barraco: polícia, imprensa, holofotes. Aliás, ficaram famosos. Ah! não sou racista, só não gosto de escândalo, nem de quem usa a cor da pele para discriminar, como esse grupo fez ao mencionar: “um homem branco” e “outro também branco”. Daí a razão para a pergunta. De que lado está o preconceito?

A palavra da moda para justificar atitudes racistas e preconceituosas contra negros e pobres é “vitimismo”. Ou seja, alem de serem alvos de agressões verbais, devem aceitar calados. Ou então, imagino eu, revidar na mesma moeda, correto? Começar a xingar de volta, talvez partir para vias de fato… A melhor atitude diante de ações discriminatórias é de fato a denuncia. Amantes do bolsonaro, conformem-se: Racismo é crime, e quem cometer estará sujeito as penas da lei. Na realidade, quem está de mimimi são justamente os racistas, pois agora não mais agem sem que alguém os entregue.

Pede a estes jovens mandarem para quem os ofendeu e ao Bolsonaro que tanto amam, a musica do Gilberto Gil RODA. E tem mais, vi este video hoje enquanto que por coincidencia colocava no lixo algumas batatas que deixei em casa ´por uns dias que estive ausente, e não aguentei o mau cheiro de batata podre, e quem se acha melhor no mundo vai feder mais ainda que as batatas, ou já fedem em vida, pois usam perfumes todo dia,para não federem ou pós morte. Ponto final.

ESSE TIPO DE CONDUTA PODE SER PERIGOSA PARA QUEM ACUSA COM TANTA VEEMÊNCIA FATOS DISTORCIDOS. HOUVE RACISMO OU DISTORÇÃO E DESPROPORCIONALIDADE DO FATO EM SI?
SERA QUE ESSA CONDUTA AGRESSIVA DOS OFENDIDOS APROXIMA OU CRIA MAIS RUPTURA NA QUESTAO RACISMO ? QUEM ACUSA PODE VIR A RESPONDER NA ESFERA CRIMINAL E CIVEL. INCLUSIVE ESTE CANAL DE COMUNICAÇAO QUE FAZ CRER QUE A EMPRESA TEM A VER COM ISSO. ( Um ambiente corporativamente racista, logo, de responsabilidade da empresa.) ATIVISTA FAZ DE TUDO PARA APARECER. MESMO QUANDO NAO DEVE.

Ta ai a esquerda-festiva “panteras negras”, de punho cerrado, defendendo uma raça. Portanto são racistas.
Por favor, leiam “Nossa Cultura… Ou o que Restou Dela”, de Theodore Dalrymple. Um antidoto para essa bull-shitagem generalizada que rola atualmente. Bóóóring!!!

Racismo é horrível…agora, a intervenção artística é pior…muita falta de noção, vamos respeitar o direito dos outros de se ignorarem mutuamente no avião…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code